Mídias Sociais

Cidades

Prefeitura de Cabo Frio gasta mais de 2 milhões com obras e não paga servidor

Avatar

Publicado

em

 

Mais uma vez a prefeitura de Cabo Frio deu mostras da má administração pública. A prefeitura divulgou gastos que deixam bem claro que a prioridade do governo não é o ser humano, o trabalhador, e sim as obras faraônicas, para que todos vejam. A total irresponsabilidade com as finanças da cidade tem sido a tônica do governo municipal.

A Prefeitura publicou na edição desta terça-feira (05) do jornal Noticiário dos Lagos os contratos firmados por meio do Fundo Municipal de Saúde. De acordo com a publicação serão R$ 2.246.703,65 (dois milhões, duzentos e quarenta e seis mil, setecentos e três reais e sessenta e cinco centavos) destinados à construção e reforma de Unidades Básicas de Saúde e de academias da saúde.

De acordo com a publicação oficial, são dois processos de construção e um de reforma. Somente com a empresa Australásia Construção Eirelli-ME, o contrato é no valor de R$ 1.202.728,53 (um milhão, duzentos e dois mil, setecentos e vinte e oito reais e cinqüenta e três centavos) para “contratação de empresa para construção de três Unidades Básicas de Saúde nos bairros: Reserva do Peró, Jardim Esperança e Colinas do Peró”.

Já com a Algemar Multi Comercial e Empreendimentos Ltda, a Prefeitura oficializou dois contratos: o primeiro, de n° 014/2016, no valor de R$ 280.000,00 (duzentos e oitenta mil reais) para “contratação de empresa para construção de duas academias de saúde no 1° e 2° distritos de Cabo Frio”. O segundo contrato, n° 015/2016, é de R$ 699.462,22 (seiscentos e noventa e nove mil, quatrocentos e sessenta e dois reais e vinte e dois centavos) para “contratação de empresa para reforma das unidades básicas de saúde da Gamboa, Boca do Mato, Botafogo, Araçá, Maria Joaquina, Tangará, Porto do Carro, Monte Alegre, Praia do Siqueira, Peró, Jardim Nautillus e São Jacinto, no 1° e 2° distritos de Cabo Frio”.

Mesmo com a crise que praticamente destruiu a cidade, o prefeito Alair Corrêa (PP) anuncia mais gastos. A Saúde de Cabo Frio teve mais de R$ 700 milhões nos últimos três anos de governo, o maior investimento do setor na história da cidade. E mesmo assim a população nunca teve um serviço tão deficiente, e as reclamações nunca foram tão freqüentes.

É no mínimo incoerência do Executivo a contratação desses serviços nesse momento, frente à crise que a cidade vive. Ainda mais porque há poucos dias a Prefeitura demitiu médicos no Hospital da Mulher, do Jardim Esperança, além de ter suspendido marcação de novas consultas e cancelado aquelas que estavam marcadas.

E o pior disso tudo é anunciar novos gastos com obras sendo que os salários dos servidores continuam atrasados. Não que a construção de unidades de saúde não sejam importantes, pelo contrário, são de extrema necessidade para a população. Mas a prioridade no momento deveria ser a quitação dos salários atrasados, e proporcionar o mínimo de paz e estabilidade para os servidores. Muitos ainda estão com os salários de maio atrasados. Há classes que receberam o último salário em março, como os conselheiros tutelares. Essa deveria ser a prioridade do governo, o ser humano. Mais uma vez, Alair mostra a incapacidade de gerir uma crise.

 

Mateus Marinho

Mais lidas da semana