Mídias Sociais

Cidades

Posto de Gasolina vira maternidade em Araruama

Avatar

Publicado

em

 

 

Sem conseguir atendimento no hospital São Silvestre, em Araruama, uma mãe de 25 teve seu bebê em um posto de gasolina próximo à unidade de saúde. Era por volta das 7h da manhã do último sábado, dia 3, quando, de acordo com Débora Silva de Lima e o pai da criança, Anderson Ferreira, foram orientados a buscar o hospital de Saquarema por falta de materiais hospitalares e médicos para realizar o parto.

 

Não conseguiram ir muito longe, devido às contrações e as fortes dores, a mãe não conseguiu aguentar e deu a luz a uma menina prematura de oito meses dentro do carro, em um posto de gasolina próximo ao hospital, no centro de Araruama.

 

O parto aconteceu com a ajuda do pai e funcionários do posto. De acordo com a família, uma ambulância foi solicitada para o local, mas não compareceu. Sem alternativa, o pai retornou à Unidade de Pronto Atendimento da cidade. Após os primeiros atendimentos, elas foram encaminhadas novamente para o Hospital São Silvestre. De acordo com a família, a mãe e a criança, que será batizada como Ana Vitória, passam bem.

"Graças a Deus ela nasceu forte e deu tudo certo, mesmo com todo o ocorrido. Ela e a mãe estão bem", disse o avô materno, Elias Araújo de Lima.

 

Em resposta, a direção da unidade confirmou que o atendimento não foi realizado por falta de materiais e médicos. Disse ainda que o hospital é uma empresa privada, que comporta a maternidade. Mas que quem fornece material e médicos para ela é a prefeitura da Cidade. De acordo com a direção do hospital, o atendimento na unidade já foi normalizado. A Prefeitura de Araruama, no entanto, negou que a fundação seja de responsabilidade do município. Afirmou apenas que contribui financeiramente para a manutenção da unidade.

Mais lidas da semana