Mídias Sociais

Cidades

Outubro Rosa: movimento de conscientização no INSG/Castelo e na Faculdade Salesiana, em Macaé

Publicado

em

 

Objetivo foi alertar para a importância da prevenção, da conscientização, do compartilhamento de informação e de apoio às mulheres que enfrentam ou já enfrentaram o câncer de mama.

 

Da redação

 

Nesta semana, professores e demais colaboradores do Instituto Nossa Senhora da Glória – INSG/Castelo - e da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora – FSMA – fizeram coro à Campanha Outubro Rosa.

De maneira livre os funcionários foram trajando camisas, algum acessório ou ainda o próprio laço cor-de-rosa símbolo da campanha. Ainda na semana passada a Pastoral Universitária da FSMA distribuiu laços para alunos, professores e demais funcionários.

O objetivo foi justamente alertar para a importância da prevenção, da conscientização, do compartilhamento de informação e do apoio às mulheres que enfrentam ou já enfrentaram o câncer de mama.

"Achei a ação muito importante, pois nos faz lembrar da necessidade do autoexame e do cuidado que temos que ter em relação ao câncer de mama", disse a colaboradora do INSG/Castelo, Thais Regino.

A Campanha foi criada em 1990 e desde então o mês de outubro é especialmente destinado aos debates sobre a saúde da mulher. O câncer de mama pode ser detectado pela mamografia de rastreamento em mulheres de 50 a 69 anos, em exames realizados uma vez a cada dois anos.

É importante que todas as mulheres realizem o autoexame a fim de descobrirem alterações suspeitas.  De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer) estima-se que haverá 59.700 casos novos de câncer de mama, para cada ano do biênio 2018-2019, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres no Brasil. O tratamento pode ser realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Crédito:  Paolla Itagiba

 

 


 

Mais lidas do mês