Mídias Sociais

Cidades

Obra de academia na Praça de Unamar, em Tamoios, distrito de Cabo Frio, é uma lista de incoerências

Avatar

Publicado

em

 

A situação no município de Cabo Frio está tão crítica, que até uma coisa que poderia ser boa está gerando uma visão negativa perante a população. Uma placa anunciando a construção de uma academia na Praça de Unamar, em Tamoios gerou revolta nos moradores, que fizeram uma lista de incoerências que envolvem tal construção.

Um dos principais pontos abordados pelos moradores é a falta de estrutura da Praça. O local está totalmente abandonado, ninguém se quer lembra da última manutenção que o espaço recebeu, prova disso, são os brinquedos que não existem mais, a grade da quadra quebrada, bancos com defeitos, dentre outros problemas, que geram um sentimento de rejeição entre os moradores. “Eu não tenho coragem de levar meu filho nessa Praça. Primeiro, porque os brinquedos nem existem mais, o que temos é uma pilha de madeiras quebradas, o que é um perigo, não custa nada uma criança se machucar. Isso sem falar, que com esse total abandono, a Praça se tornou um ponto para muitas coisas que não prestam. Como as famílias, em sua maioria, não frequentam o local, pessoas mal intencionadas aproveitam para dominar o espaço”, desabafa Eliane Fenix, que denuncia o estado precário que o parquinho da praça se encontra.             É claro que os gastos com obras em um momento de recessão, onde servidores estão sendo demitidos, deixando uma grande defasagem em serviços básicos como saúde e educação também chamaram atenção. O valor total da obra é de R$ 100.000,00.

A jovem Daiana conta que até agora não conseguiu entender a lógica de tal construção. “O Prefeito fala o tempo todo que não tem dinheiro, pior que disco arranhado, e agora vem falar de obra. O pior é que é uma obra que diante de tantas outras prioridades que temos, podemos dizer que é inútil. Quando alguém conseguir entender, por favor, me explica”, ironiza.

Para aumentar ainda mais a lista, a Praça de Unamar, atualmente tornou se um ponto considerado perigoso, o que contribui para a rejeição dos moradores. Um morador, que mora nas proximidades, mas preferiu não se identificar destaca. “Infelizmente, a nossa única praça não é um local familiar, com certeza esse não será um espaço utilizado por famílias”, lamentou.

De acordo com a placa, a obra da academia de saúde termina no dia 30 de agosto e conta como agentes participantes o Governo Federal, o Ministério da Saúde, Sistema único de Saúde e a Prefeitura Municipal de Cabo Frio.

Mais lidas da semana