Mídias Sociais

Cidades

Há quatro anos Búzios quase perdeu seu Mangue de Pedras

Avatar

Publicado

em

 

Foi em 2012 em que o país ficou sabendo pela grande imprensa que ativistas e moradores de Búzios estavam tentando proteger um ecossistema raro; o Mangue de Pedras, um dos últimos manguezais que ainda restam na cidade e um dos três mangues de pedra que existem no mundo. Em Búzios, o Mangue fica na praia da Gorda, no bairro da Rasa, os outros dois estão localizados no estado do Recife e no Japão.
O que deu a dimensão da importância da preservação daquele local foi quando durante o governo municipal anterior, que tinha como prefeito Mirinho Braga (PDT) e como vice Alexandre Martins (PR), foi aprovada a construção do Condomínio Gran Riserva 95, um projeto de 221 casas em cinco blocos. O que desobedecia ao Plano Diretor da cidade que prevê apenas a ocupação de apenas 5%%, cerca de 8 casas. Além de que a construção de casas na encosta do morro provoca desmatamento, isso sem falar que a perfuração de poços artesianos para coletar água, pode prejudicar a chegada da água doce até a praia, vital para a manutenção do mangue de pedras.
Após intensa pressão popular e denuncias ao Ministério Público, em julho de 2012 a justiça de Búzios deu liminar suspendendo as obras do empreendimento que contava como promotora de vendas a incorporadora Península. A atual gestão municipal assim que assumiu em 2013 também cancelou o processo administrativo e licenciamento aberto no ano anterior.

Hoje a prefeitura de Búzios segue com medidas rígidas para evitar novas aberrações ambientais como essas no município. No entanto o perigo da especulação imobiliária está sempre a espreita. Ainda hoje, além da invasão para comercialização, muitas pessoas também insistem em invadir o espaço para habitação.
Diante deste cenário delicado, a atual gestão da cidade mantém uma batalha constante para manter a sua preservação. Para o Prefeito, André Granado, essa é uma luta que não será encerrada tão cedo, no que depender do seu trabalho e de sua equipe. “O Mangue de Pedra tem implicações hidrogeológicas, ambientais e uma importância histórica singular por se tratar de área de quilombola. Estamos falando de um ecossistema raríssimo que serve de base para estudos sérios em diversas áreas. Nenhuma invasão aqui será tolerada. Ninguém está autorizado a construir nada na área do mangue”, enfatizou o prefeito.
Em outros casos de invasão ocorridas no município de 2013 até agora as medidas tomadas pela Prefeitura de Búzios tem sido realizadas sem afrouxamento das leis como explica o prefeito André “No meu governo eu não aceito danos ao patrimônio público e ao meio ambiente. Invasões ou grilagem de terras não são permitidas”, disse o chefe do Executivo buziano.
Atualmente, são realizadas rondas no local e a população pode denunciar possíveis invasões através do e-mail meioambiente@buzios.rj.gov.br ou pelo telefone (22) 2623-0196.

 

Foto: Agência o Globo

Mais lidas da semana