Mídias Sociais

Cidades

Municípios da Região dos Lagos seguem decreto do Estado e determinam suspensão das aulas

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Os municípios da Região dos Lagos decidiram seguir o decreto do Governo do Estado e suspenderam as aulas nas escolas por quinze dias. A decisão visa reduzir a propagação do coronavírus.

Em Cabo Frio, o anuncio foi feito no final da noite de sexta-feira, 13. O Prefeito Dr. Adriano afirmou que a cidade tem um baixo risco de contaminação, mas que o município decidiu atuar de forma preventiva e por isso, resolveu adiantar as férias de julho.

A cidade de Búzios, que a princípio não suspenderia as aulas, mudou de ideia no sábado, 14, após uma reunião extraordinária com os responsáveis pela Educação do município, quando foi decidido suspender as aulas da rede municipal de ensino. Porém, as secretarias das escolas continuarão funcionando e as equipes administrativas estarão trabalhando normalmente.

Em Arraial do Cabo, cidade que já tem dois casos de suspeita de Coronavírus, a Prefeitura também suspendeu as aulas da rede pública por 15 dias, podendo ser prorrogado, seguindo a determinação do Governo do Estado. Além disso, o Prefeito Renatinho Vianna publicou o decreto nº3.050 que garante políticas sociais e econômicas para reduzir o risco da doença e prevenir o contágio. O decreto está disponibilizado no site oficial da Prefeitura e nas redes sociais oficiais.

A Prefeitura de Araruama emitiu uma nota informando a antecipação das férias. Porém, a decisão não é válida para creches, casas de creche e anexos de creches, que funcionarão normalmente, ficando a critério dos pais levar ou não seus filhos. A decisão visa ajudar pais e responsáveis, que trabalham fora e não teriam como deixar seus filhos.

Em Iguaba Grande, o decreto antecipa as férias escolares do mês de julho, nas redes municipal e particular de ensino, a partir do dia 16 de março de 2020 com duração de 15 dias, e suspende todas as férias e licenças, de qualquer natureza, de todos os colaboradores da área de Saúde.

 

Mais lidas da semana