Mídias Sociais

Cidades

Hospital da Mulher, em Cabo Frio, terá auditoria interna para apurar mortes de bebês

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Uma auditoria interna foi instaurada pela Secretaria de Saúde de Cabo Frio para apurar o que causou a morte de bebês nascidos no Hospital Municipal da Mulher, nos últimos dias. O assunto tem gerado muita polêmica na cidade e a população tem cobrado explicações.

De acordo com a Prefeitura, a auditoria será realizada por um grupo formado por médico, enfermeiro e auditor do setor de controle e avaliação da pasta vai analisar todos os 1069 prontuários de atendimentos do Hospital da Mulher feitos desde 1º de janeiro deste ano. Será levado em conta todo o atendimento prestado à paciente na unidade, desde a recepção até o momento em que ela vai para casa. Em seguida, será feito um relatório que será avaliado internamente para nortear as medidas que serão tomadas em todo o acompanhamento gestacional e no atendimento no Hospital da Mulher. O prazo para a conclusão da auditoria é de 30 dias.

“Vamos apurar com afinco o que pode ter causado a morte destes bebês. Toda vez que há a morte de um nascituro, a unidade hospitalar comunica à Vigilância Sanitária Municipal, que por sua vez comunica ao Estado por meio de notificação compulsória. Isso é essencial para nortear e desenvolver as políticas públicas” esclareceu o prefeito Dr. Adriano Moreno.

O Hospital Municipal da Mulher é a única emergência obstétrica e maternidade pública da cidade, funciona 24 horas por dia e atende demandas de toda a região, com equipe médica completa, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e psicólogos de plantão, além de uma unidade intensiva especializada para bebês prematuros com neonatologista.


 

Mais lidas do mês