Mídias Sociais

Cidades

Governo do Estado envia reforço para municípios da Região dos Lagos afetados por intensa vegetação nas praias

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O Governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, garantiu o envio de reforços para ajudar os municípios da Região dos Lagos, que foram afetados pela grande quantidade de vegetação oriundos das Lagoas de Carapebus e do Paulista, no Norte Fluminense, em suas praias.

De acordo com o Secretário Estadual de Turismo, Otávio Leite, a situação é preocupante tendo em vista que a Região tem um grande potencial turístico principalmente durante o verão.

Em Cabo Frio, as equipes de limpeza estão atuando intensamente na limpeza das praias, o que ainda não é suficiente. Além disso, mutirões de limpeza foram realizados com o auxilio da sociedade civil. Somente nas praias do Peró e Conchas foram retiradas mais de 20 toneladas de plantas, em apenas um dia de mutirão.

A Praia do Peró chegou a ter a Bandeira Azul arriada devido as condições da praia. A bandeira voltou a ser hasteada neste sábado, 21, apesar de ainda ter plantas no local.

Em Búzios, a Prefeitura informou que a equipe dos Serviços Públicos estão se empenhado em limpar as praias afetadas. Mais de 20 toneladas de plantas já foram recolhidas. Ao mesmo tempo, o INEA veio oferecer apoio e equipamentos para facilitar o trabalho que está sendo feito.

 

 

INEA fecha as barras das Lagoas mas vegetação deve continuar chegando por cerca de três dias

Apesar da situação caótica na Região dos Lagos, no sábado, 21, uma nova denúncia foi feita que as barras das Lagoas de Carapebus e do Paulista, no Norte Fluminense, ambas dentro do Parque Nacional da Restinga de Jurubarita (PNRJ) teriam sido abertas novamente sem devida autorização. A abertura indevida das lagoas, sem os cuidados técnicos, provocaram um grande desastre ambiental que prejudicou não somente o ecossistema das lagoas como também levaram toneladas de gigogas para as praias da Região dos Lagos na véspera do início da alta temporada de verão.

Diante desta situação o INEA determinou o fechamento da barragem no domingo,22.  Segundo o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas (DIBAB) do INEA, Marcelo Morel, em quatro dias todas as ligações das lagoas com o mar estarão fechadas, mas já foi feita a contenção de gigogas. Além disso, está mantida a vigilância com a polícia ambiental para impedir outras ações no local.

 

 

Mais lidas da semana