Mídias Sociais

Cidades

Feiras de produtores rurais de Macaé são atração da cidade durante toda a semana

Publicado

em

 

Entre as feiras mais tradicionais da cidade de Macaé, está a Feirinha da Roça, com 30 de vida, que é realizada no centro da cidade todos os sábados

A Prefeitura de Macaé reforçou nesta sexta-feira, 23, a divulgação de diversas feiras existentes na cidade, e que ajudam a fomentar o desenvolvimento rural do município, proporcionando oportunidades para que produtores locais possam comercializar seus produtos.

Com evento realizado quase todos os dias da semana, a cidade tem entre suas feiras mais tradicionais a Feirinha da Roça, organizada há 30 anos, o que, numa cidade de uma das feiras mais importantes do mundo, a Brasil Offshore, da indústria do petróleo, ressalta ainda mais a importância do evento dos produtores locais, que tem todo o apoio da Secretaria de Agroeconomia.

A feira, que começa cedo, às 4h, acontece na rua Manoel Joaquim dos Reis, ao lado do Supermercado Extra, no Centro, e conta com 85 expositores, além de receber, em média, quase 3 mil pessoas todos os sábados.

“Para quem procura produtos de qualidade, frescos e livres de agrotóxico, diversas feiras em Macaé oferecem frutas, verduras e legumes. A Feirinha da Roça, com 30 anos de tradição e organizada pela Secretaria de Agroeconomia, acontece aos sábados, a partir das 4h. Já as feiras dos bairros Imbetiba, Glória e Pecado são promovidas por meio da Cooperativa de Agricultura Familiar (Coopmac), e incluem produtos da economia solidária, como doces e artesanatos”, lembrou a prefeitura.

A feira na Imbetiba acontece na orla da praia, todas as terças-feiras, de 6h às 13h, e também na sexta-feira, de 14h às 19h. Já no bairro da Glória, a programação ocorre na praça, às quartas-feiras, de 6h ao meio-dia. E na Praia do Pecado, os produtos são oferecidos às sextas-feiras, de 6h às 13h.

“O diferencial é a promoção da saúde, por meio do fornecimento de produtos orgânicos e sem uso de agrotóxico, além de preços justos e solidários. Outro atrativo é o artesanato, elaborado com material descartado”, ressalta o governo municipal.

A prefeitura ressalta, porém, que os produtores que quiserem participar das feiras precisam residir em Macaé, contrariando informações do vereador Cesinha (PROS), que nesta semana, na Câmara, disse que, em uma feira da cidade, cerca de 60% dos produtores eram de fora da cidade.

Outra lembrança importante do governo municipal é que para aqueles que desejam participar das feiras de Economia Solidária, onde a pessoa deve comprovar que a venda de seus produtos é para o seu sustento.

“Já quem for comercializar produtos como verduras, frutas, legumes, deverá ter propriedade no município”, acrescenta a prefeitura, ajudando a explicar o porque de algumas confusões sobre a procedência dos feirantes.

Outras informações sobre as feirinhas realizadas no município podem ser obtidas através do telefone (22) 99936-1378 ou pelo e-mail da Coopmac, através do endereço eletrônico, coopmac2007@hotmail.com.

“Como incentivo aos produtores da cidade, a prefeitura, por meio da Secretaria de Agroeconomia, disponibiliza assistência técnica aos agricultores na produção de mudas, por meio de orientação de preparo mecanizado de solos e correção de acidez. Práticas de cultivo, controle de pragas e doenças, insumos básicos para produção, como calcário e composto básico, transporte de produtos e feirantes para a Feira da Roça também são promovidos. Além disso, a prefeitura apoia com vacinação do rebanho, orientações zootécnicas e cursos de capacitação e comercialização, além de buscar viabilidade econômica e retorno financeiro para as famílias, com o fornecimento e a distribuição dos produtos da agricultura familiar para merenda escolar que abastece 106 escolas do município”, concluiu o governo municipal, lembrando ainda que a cidade conta com cerca de 600 propriedades rurais.


 

Mais lidas do mês