Mídias Sociais

Cidades

Enchente provoca estragos e deixa Macaé debaixo d´água; Confira o panorama atual da cidade:

Bertha Muniz

Publicado

em

 

A chuva que atingiu Macaé na madrugada desta quinta-feira (8) foi suficiente para causar muitos transtornos por toda a cidade. Essa não é a primeira vez que o mau tempo gera problemas na cidade. Os vários pontos de alagamento registrados causaram muitos engarrafamentos, invadindo casas e comércios, trazendo muitos prejuízos. Segundo a prefeitura de Macaé, trinta pessoas estão desalojadas e foram encaminhadas para casa de familiares. Até o momento não há desabrigados.

Os vários pontos de alagamento registrados causaram muitos engarrafamentos. Motoristas procuravam rotas para escapar da grande quantidade de água acumulada, e o resultado foi um grande congestionamento nas principais vias, como a Rodovia Amaral Peixoto e a Linha Vermelha.

Os recursos hídricos da cidade sofreram um aumento significativo no seu nível. No canal da Linha Vermelha e do Capote, na Linha Verde, por exemplo, o nível atingiu o seu limite máximo, chegando a transbordar. A via está interditada.

Na Aroeira, na Rua Expedicionário Miguel Marotti Cabrala, água chegou a quase um metro de altura. Na Granja dos Cavaleiros os moradores tiveram muitas dificuldades para sair de casa. Como boa parte do bairro ainda não foi pavimentada, além dos alagamentos, a lama trouxe muitos transtornos.

Nossa equipe também encontrou vários pontos de alagamento no Centro, Miramar, Visconde de Araújo e Imbetiba. Bairros como Novo Horizonte e Miramar estão inacessíveis. Casas próximas ao Parque da Cidade também tiveram inundações.  A Lagoa de Imboassica transbordou e será aberta ainda nesta tarde.

Rua Teixeira de Gouveia, próximo ao Luiz Reid, no Centro.

No entorno do shopping e Cidade Universitária há uma grande área verde enxertada pela chuva, o que provocou o alagamento das principais vias. Na Rua Aluízio da Silva Gomes, em frente ao polo universitário, o motorista de um caminhão ficou ilhado.

A região serrana de Macaé foi quem mais sofreu com a chuva desta madrugada. Em 24 horas foram registrados 240 mm de chuva. Em várias localidades, houve quedas de barreiras. A chuva ocasionou também o transbordo da Barragem do Frade, o que fez com que o Rio São Pedro transbordasse e a água tomasse conta de toda a Rua no Óleo. Houve ainda a queda de parte da ponte de Trapiche. Segundo a prefeitura, equipes da secretaria de Infraestrutura estão no local.

Parte da ponte de Trapiche, na serra macaense, desabou com a chuva.


Ainda na região serrana, a Secretaria de Mobilidade Urbana realiza sinalizações, com placas de desvios e interdições. Equipes das Secretarias Adjuntas de Interior, Obras e Serviços Públicos também executam trabalhos nas localidades.

Segundo a Coordenadoria Extraordinária de Defesa Civil, na cidade choveu cerca de 160 milímetros, boa parte quantidade registrada 1h e 5h da manhã. O volume de chuva é mais que o esperado para todo o mês de novembro.

Na tarde de ontem (7), o órgão seguia em estado de atenção, de prontidão para atender toda a população em caso de emergências. Segundo o órgão, a previsão para hoje é 90mm de chuva.  A Prefeitura de Macaé estabeleceu força tarefa no Centro de Convenções para articulação em todo município.

Em caso de necessidade, a população pode entrar em contato com a Defesa Civil pelo 199. Na região serrana, o contato pode ser feito pelo telefone do Destacamento da Defesa Civil em Glicério, 2793-3846.

A atenção deve ser sempre redobrada em dias chuvosos, principalmente pessoas que moram em áreas de risco, próximo às áreas de riscos de alagamento ou deslizamento. A prevenção é fundamental para evitar tragédias em caso de acidentes.

PREFEITURA DECRETA ESTADO DE CALAMIDADE

A Prefeitura de Macaé informou que, devido às fortes e permanentes chuvas que caem sobre o município desde quarta-feira (7), está decretado estado de calamidade.  Qualquer solicitação à Defesa Civil também pode ser feita através dos telefones 199 ou 2757-4046, ambos com atendimento 24h por dia.

Alguns sinais podem indicar que o imóvel corre riscos de desabamento. Em casos de rachadura nos pisos ou paredes, estalos ou postes e árvores inclinados, recomenda-se que a pessoa saia da casa imediatamente e acione a Defesa Civil.

AULAS SUSPENSAS

As atividades na rede pública de ensino estão suspensas e a recomendação é que sejam evitadas ações externas, nas ruas. As aulas nas faculdades na Cidade Universitária também foram suspensas nesta quinta-feira (8).

TRÂNSITO E PONTOS DE INTERDIÇÃO

A Secretaria de Mobilidade Urbana informou que há dificuldades de tráfego no Centro nos seguintes pontos: entorno da rodoviária, Av. Papa João XXIII. Nas ruas Silva Jardim e Velho Campos, além do Viaduto, ruas da Imbetiba e na Avenida Presidente Feliciano Sodré o trânsito está liberado.

Já na Avenida Aluísio da Silva Gomes (Granja dos Cavaleiros), Linha Vermelha e entorno do Parque da Cidade não há condições de tráfego.

Na região serrana, a Secretaria de Mobilidade Urbana realiza sinalizações, com placas de desvios e interdições. Equipes das Secretarias Adjuntas de Interior, Obras e Serviços Públicos também executam trabalhos nas localidades.

IMPACTOS NO TRANSPORTE PÚBLICO

A empresa concessionária responsável pelo transporte público urbano informou que 6,2% de frota não saiu da garagem por falta de motorista que não conseguiram chegar ao trabalho.

Bairros sem atendimentos: Campo D´oeste, Novo Horizonte, Visconde, Cajueiros, Nova Holanda, Miramar, Sol y Mar, Bairro da Glória e Novo Cavaleiros (Shopping ).

Localidades sem atendimento na região serrana: Cachoeiros de Macaé (Bicuda Pequena, Bicuda Grande, Serra Escura, Duas Barras), Córrego de Ouro, Sana, Frade e Serra da Cruz.

Os intervalos das linhas estão comprometidos pelo trânsito intenso em alguns dos principais corredores da cidade, também afetados pelas chuvas.

ORIENTAÇÕES GERAIS

A previsão é de frente fria no estado do Rio, com predominância de chuva no litoral e parte da serra.  A orientação da Prefeitura de Macaé é para que as pessoas permaneçam em lugares seguros e evitem deslocamentos desnecessários.

UNIDADES DE SAÚDE EM FUNCIONAMENTO

Na área da Saúde, as seguintes unidades estão abertas: Estratégias Saúde da Saúde da Família (Lagomar A/D, Engenho da Praia, Córrego do Ouro, Trapiche, Glicério, Frade, Aroeira, Virgem Santa, Lagomar B/C; Malvinas B; Malvinas A/C (somente com agentes comunitários de saúde), Praia Campista, Aterrado do Imburo, Botafogo e Fronteira);

Também funcionam unidades como: Centro de Especialidades Madre Tereza de Calcutá; Casa da Criança; Centro de Especialidades Jorge Caldas; Núcleo de Saúde Integrativa; UBS Morro de Santana; UBS Barramares; Programa de Atenção Integral à Saúde do Idoso (Paisi); Centro de Referência do Adolescente (CRA); Casa do Curativo; Nuamc Aroeira e Policlínica Cavaleiros.

O Centro de Especialidades Moacyr Santos (Barracão) e Unidade Básica de Saúde (UBS) Imboassica estão fechados por falta de condições de acesso à unidades. O Polo de Oncologia também está fechado, já que os funcionários não conseguem chegar.

O Serviço de Regulação de Ambulâncias 192 está no comando de quatro bases estratégicas com ambulâncias tripuladas: Centro de Convenções, Imbetiba, UPA Barra e Centro Integrado de Administração da Saúde (Cias).

A Defesa Civil informou um panorama da região serrana do município.

Frade:

 

  • Erosão de meia pista na reta da estrada que vai para o Frade;

 

  • Deslizamento de encosta próximo à Barragem Macabu, atingindo a via.

 

Glicério:

 

  • Estrada da Estrela com interdição total;

 

  • Rio transbordou, atingindo duas casas na saída do distrito sendo necessária a remoção de uma família para casa de parentes;

 

  • Transbordo próximo ao Chalé da Guarda Municipal com interdição total da via.

 

Trapiche:

 

 

  • Pontos de alagamento próximo ao Hospital;

 

  • Queda parcial de ponte.

 

Trapóleo:

 

  • Remoção de uma família na RJ 162 (curva da Velha) para casa de parentes.

 

Houve registro ainda de rolamento de rochedos em diversos pontos da rodovia 162.

 


 

Mais lidas do mês