Mídias Sociais

Cidades

Empresa de ônibus anuncia fim dos 'azulões' em Tamoios e do benefício Cartão Dignidade

Avatar

Publicado

em

 

A partir de domingo, 03, os moradores de Tamoios, no segundo distrito de Cabo Frio, não terão mais os ônibus “Azulões”, que circulavam do bairro Botafogo ao Santo Antônio, com passagem gratuita para os portadores do Cartão Dignidade. Na mesma data, os moradores de toda Cabo Frio voltam a pagar o valor normal da passagem de R$3,70 e não mais R$1,50, com o benefício disponibilizado pela Prefeitura.

De acordo com a empresa prestadora do serviço, Auto Viação Salineira, a dívida da Prefeitura de Cabo Frio com a empresa é de R$ 6,897 milhões, referente aos gastos dos cerca de sete mil usuários, acumulados desde novembro de 2015.

"A empresa compreende a crise econômica que o Estado do Rio de Janeiro e o município de Cabo Frio atravessam devido à queda dos royalties do petróleo, tanto que neste longo período manteve os investimentos e melhorias nos serviços que presta à população. No entanto, a empresa não pode mais arcar com a falta dos repasses regulares que complementam o valor da tarifa sem colocar em risco o pagamento de despesas essenciais que garantam a segurança da população em relação à manutenção da frota e, também, a continuidade dos serviços prestados", informou a Salineira.

No início da semana, o Prefeito Alair Corrêa, já teria anunciado o fato em seu blog, o mesmo chegou a culpar o sindicato dos profissionais da educação, por não conseguir o empréstimo e automaticamente ser obrigado a pôr fim em benefícios como o Cartão Dignidade.

A situação não agradou em nada quem utilizada o benefício, principalmente em tempos de crise. Quem ainda conseguiu manter o benefício, utilizava para procurar trabalho ou mesmo trabalhar, como é o caso de uma professora da rede municipal. Ela que pediu para ter seu nome preservado, mora no Jardim Esperança, mas é professora de uma unidade em Tamoios, e sem salário e benefícios, o cartão era a única salvação. “Querendo ou não pagar R$1,50 é bem mais fácil do que pagar R$3,70, principalmente pra gente que vive esse tormento de não saber quando teremos dinheiro de novo. E agora a situação vai ficar ainda mais difícil, sem dúvidas. Sinceramente, nem sei se consigo continuar trabalhando aqui, apesar de gostar muito”, lamentou a professora.

A moradora de Tamoios, Sol Gárcia também não ficou nada satisfeita com tal medida, e lamentou que as coisas tenham conseguido ficar pior do que já eram na gestão passada. “A palavra safado para esse prefeito é pouco. Ainda criticávamos o governo passado, mas pelo menos andamos de 0800 até o final”, lembrou.

 

 

Mais uma vez Prefeitura de Cabo Frio age com incoerência – De acordo com a própria empresa responsável pelo serviço, em sete meses, o município deveria pagar o valor de R$ 6,897 milhões, para que cerca de sete mil moradores circulassem pela cidade.

No início, eram quatro azulões circulando, porém nos últimos meses esse número caiu para dois veículos, além disso, diversos cartões foram cancelados, reduzindo o número de usuários do benefício, subentendo assim, que no início o valor pago pela Prefeitura a Empresa Salineira, era muito mais elevado.

Tendo em vista, que hoje é possível comprar um ônibus bom pelo valor de R$ 200 mil. Quatro ônibus dariam o total de R$ 800 mil. Ou seja quase seis milhões de lucro, no tempo de apenas sete meses. A pergunta que fica é por que não utilizaram esses cálculos ?

 

Mais lidas da semana