Mídias Sociais

Cidades

Cinco casos de malária são registrados em Petrópolis, na Região Serrana

Avatar

Publicado

em

 

Pacientes são homens com idades entre 16 e 54 anos, moradores do município

Bertha Muniz

 

Após os registros alarmantes de casos de febre amarela no estado do Rio, Petrópolis, na Região Serrana, apresentou cinco diagnósticos de malária na última semana. De acordo com a prefeitura, os pacientes diagnosticados são homens com idades entre 16 e 54 anos, moradores do município. O órgão divulgou nesta segunda-feira (27), que os pacientes já foram medicados e encontram-se em tratamento contra a doença.

 

Para mapear possíveis focos do mosquito transmissor da malária, a Vigilância Sanitária efetuou uma varredura nas residências e locais de convívio dos pacientes e não encontrou nenhum foco ou mosquito até o momento. Outros casos estão sendo investigados pela coordenação de epidemiologia do município. Por meio de nota, a secretaria de Saúde de Petrópolis afirmou que não existe vacina para malária, que é uma doença diagnosticada por um exame de sangue específico realizado no Centro de Saúde.

 

De acordo com o documento, as equipes médicas do município são orientadas com regularidade pela equipe do Departamento de Doenças Infecto Parasitárias ( DIP) com relação a todas as doenças relacionadas a vetores como dengue, malária, doenças de chagas, entre outras. A orientação é a mesma que para o surto de febre amarela: que a população evite as áreas de mata fechada, trilhas, cachoeiras e áreas rurais.

Mais lidas da semana