Mídias Sociais

Cidades

Cedae culpa Direcional por falta d´água em prédios do Bosque Azul, em Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

Segundo a companhia, abastecimento está sendo realizado com regularidade e que a Direcional é a responsável pelos problemas internos do condomínio.

Diante dos protestos ocorridos na manhã desta sexta-feira (2), em Macaé, por conta da falta d´água, a Cedae culpou a empresa Direcional, empresa responsável pela administração dos prédios do Bosque Azul, pela falha no abastecimento. Cerca de oito mil moradores do conjunto habitacional ficaram uma semana sem água. O problema só foi resolvido no início desta tarde, após manifestantes interditarem a Linha Azul com barricadas feitas por pneus queimados.

Procurada por nossa equipe de reportagem, a Cedae explicou que o abastecimento no Bosque Azul está sendo realizado com regularidade e que a Direcional é a responsável pelos problemas internos do condomínio. “Tem água sim e muita água. Nossa equipe esteve no local e verificou que a vazão está muito boa. A empresa (Direcional) é responsável pela parte de bombeamento e manutenção da rede do condomínio. O que acontece lá dentro, não se sabe, mas podemos garantir que o abastecimento no local está normalizado”, explicou a engenheira Andrea Pereira, Chefe do Departamento Operacional da Cedae.

Moradores relataram que a Direcional estaria fechando os registros gerais. “Muitas vezes cai uma gota d´água, depois para. Você consegue perceber que é automático e que o registro é desligado. Eles ligam o registro em horários que não são de pico, como 8h30, por exemplo. Nesse horário, trabalhadores e estudantes já saíram de casa sem banho”, disse uma moradora do Bosque Azul.

Mais lidas do mês