Mídias Sociais

Cidades

Caixas de som apreendidas são doadas para órgãos e instituições de Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Caixas de som apreendidas pela Coordenadoria de Posturas por uso irregular foram doadas, nesta semana, para órgãos e instituições de Cabo Frio. A lei permite que aparelhos que não sejam retirados dentro do prazo de três meses, após a apreensão, podem ser doados.

“A doação é prevista na legislação municipal. Se em três meses o equipamento não for recuperado, fazemos um termo de doação e doamos para escolas e instituições que necessitem desse material. Quem recebe assina um termo de incorporação”, explica o coordenador de Posturas, Alexandre Lopes.

De acordo com a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização de Posturas, dois equipamentos foram entregues ao diretor do Colégio Municipal Rui Barbosa, Fabiano Xavier, para utilização na unidade. Outros dois foram entregues ao Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do Jardim Esperança. Também foram doadas duas caixas de som ao superintendente de Cultura, Felício Batista, para utilização pela Secretaria Municipal de Cultura. A Associação dos Pais e Amigos do Excepcionais (Apae) também irá receber duas unidades nos próximos dias.

Quem tiver algum material apreendido e desejar reavê-lo deve procurar a sede da Coordenadoria de Posturas, que fica na Rua Gustavo Beranger, 267, na Vila Nova, e pagar uma taxa, cujo valor depende da quantidade e do tamanho do objeto apreendido. Produtos perecíveis, como frutas, têm prazo de resgate de 24 horas.

Denúncias sobre caixas que emitam som alto poder ser feitas no endereço da Coordenadoria de Posturas e também pelo canal de reclamações do WhatsApp, pelo número (22) 98835-4140. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.

Mais lidas da semana