Mídias Sociais

Cidades

Cabo Frio realiza pesquisa para melhorar o trânsito no bairro Palmeiras

Avatar

Publicado

em

 

Comerciantes e moradores deverão preencher um formulário com suas respostas até esta terça-feira, 12. 

Em Cabo Frio, o Departamento de Engenharia de Trânsito e Transportes (Engettrans) da Secretaria de Mobilidade Urbana iniciou nesta segunda-feira, 11, uma pesquisa para detectar as necessidades e projetar ações de melhorias no trânsito na Rua Porto Alegre, no bairro Palmeiras.

Segundo o gerente de engenharia, Pedro Lopes, o Departamento tem recebido muitas solicitações de moradores e comerciantes para melhorar o trânsito no local. Com base nessas solicitações, foi criado uma proposta composta de três etapas: A Proibição de estacionamento do lado direito da via (sentido Avenida Central x Palmeiras); A Implantação de vagas destinadas a idosos, deficientes físicos e carga e descarga e a Proibição de estacionamento do lado esquerdo em trecho das ruas perpendiculares à Rua Porto Alegre (Rua Salvador, Rua Paraná, Rua Vitória, Rua Fortaleza, Rua Teresina, Rua São Luís, Rua Araguaia, Rua Redentor, Rua Bela Vista, Rua Capri e Rua Atenas).

Comerciantes e moradores deverão preencher o formulário informando se concordam ou não com as sugestões apresentadas, justificando a resposta em caso de não concordância. A pesquisa com os comerciantes será feita através de um aplicativo. Já os moradores receberão uma ficha de inscrição que deverá ser enviada pelo whatsapp (22) 99867-0017 ou entregue na sede da Secretaria de Mobilidade Urbana até esta terça-feira, 12.

Com as respostas em mãos, a equipe de engenharia vai compilar as respostas e elaborar os gráficos para determinar quais são os principais problemas do local, e assim, realizar as alterações necessárias para viabilizar o trânsito.

De acordo Pedro Lopes, outros bairros de Cabo Frio também vão receber essa pesquisa. “Estamos ouvindo a população e analisando as demandas. Em breve outros locais também serão avaliados para que as mudanças necessárias sejam feitas", explicou.

 

Mais lidas da semana