Mídias Sociais

Cidades

Búzios realiza primeiro encontro para implantação do “Busca Ativa”

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Nesta semana, foi realizado em Búzios um primeiro encontro entre alguns órgãos, com o intuito de dar continuidade à implantação do programa federal “Busca Ativa”, que visa combater a exclusão escolar do município.

O primeiro encontro reuniu as equipes das secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, representantes da Igreja Católica, Igreja Protestante e Centros Espíritas. O objetivo neste momento é formar Grupos de Trabalho para que cada seguimento possa desenvolver suas propostas.

De acordo com o coordenador do programa no município, Nelson Gonçalves, este primeiro encontro serviu para divulgar e ampliar as parcerias, planejar as ações e apresentar os procedimentos a serem seguidos. "A Busca Ativa Escolar cria condições práticas para que cada comunidade se engaje pelo enfrentamento da exclusão escolar. É de suma importância para Búzios e vamos chamar mais entidades para participar, já na próxima reunião. A ideia é ampliar as parcerias e envolver bastante a comunidade", acrescenta Nelson.

Segundo a Prefeitura de Búzios, atualmente, a Secretaria de Educação já desenvolve no município um trabalho de identificação e busca de crianças adolescentes que estão fora da escola, mas com a adesão ao “Busca Ativa”, tendo apoio federal, e envolvendo as Secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social Trabalho e Renda, entre outras instituições, o trabalho atingirá mais resultados efetivos.

Para este fim foi elaborado um cronograma de reuniões com a finalidade de discutir e definir linhas de ações que envolvam mais atores nesta busca, fazendo valer a co-responsabilidade de todos por uma educação de qualidade.

Já estão sendo levantados os dados do Cadastro Único pela Secretaria de Desenvolvimento Social, e os prontuários pela Secretaria de Saúde, para em seguida ser realizado o cruzamento destes dados, e com isso identificar a situação social das crianças, adolescentes e suas famílias. A partir da conclusão destas informações com os dados da Secretaria de Educação se iniciará a elaboração de ações efetivas para realizar a contenção da evasão, o retorno de evadidos, e por fim, a erradicação deste processo no município.

Também já está sendo realizada a publicidade através de banners, nos canais de  comunicação da prefeitura, UBS, CRAS, Escolas, entre outros órgãos da cidade, com a informação da obrigatoriedade de matrícula das crianças a partir de 4 anos e ainda que o município aderiu ao Busca Ativa Escolar.


 

Mais lidas do mês