Mídias Sociais

Cidades

Associação de Hotéis pede a liberação das praias e aumento na capacidade da rede hoteleira

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Associação de Hotéis de Cabo Frio protocolou na Prefeitura de Cabo Frio um documento com as reivindicações da categoria quanto à revogação do decreto que permitia a entrada de ônibus e vans de turismo a partir de 1º de setembro, além de outras demandas como a liberação das praias e aumento na capacidade da rede hoteleira

No documento, a associação propõe que seja mantida a entrada do equivalente a metade da capacidade do Terminal de Ônibus de Turismo, 60 ônibus e vans.  A Associação de Hotéis também propõe a liberação das praias e sugere a autorização para barracas e quiosques com licença, cada um com 10 jogos de mesa com 4 metros de distância cada um. Por fim, a associação pede que seja autorizado o aumento na capacidade dos hotéis e pousadas para 80%. Atualmente, por causa da pandemia, a Prefeitura permite que os estabelecimentos funcionem com 40% da capacidade.

A Prefeitura de Cabo Frio informou que enviará o documento com as recomendações para análise do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Vale ressaltar que o artigo 8º do Decreto nº 6.304, de 30 de julho de 2020, já previa a revogação de acordo com a situação da pandemia da Covid-19, visando resguardar a saúde dos cabo-frienses. Como exemplo, nesta quinta-feira o estado de Minas Gerais, de onde vem a maior parte dos nossos turistas, tem aumento de 7% no número de infectados pelo Novo Coronavírus.

A Prefeitura informa ainda que os dados com a evolução dos casos no município são publicados diariamente no site www.cabofrio.rj.gov.br, como no link a seguir: http://cabofrio.rj.gov.br/boletim-gabinete-de-gestao-de-crise-18-08/. O Município esclarece que está finalizando a readequação na plataforma que divulga as informações sobre a Covid-19 no site da Secretaria de Saúde, de acordo com a recomendação do Ministério Público. A plataforma já existe e está sendo aprimorada. A previsão é de que até o fim desta semana os dados sejam atualizados, incluindo a ocupação de leitos de enfermaria e de UTI.

Mais lidas da semana