Mídias Sociais

Cidades

Após manhã de tumultos, ônibus da SIT começam a circular com maior frequência em Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Segundo dados da prefeitura a cerca de 70% da frota de transporte público encontra-se em circulação, bem como 100% da frota do transporte escolar.

O transporte público em Macaé segue prejudicado nesta terça-feira (25), data em que foi deflagrada a greve dos rodoviários. Pela manhã apenas 20% da frota da SIT estava em operação. Cerca de 150 funcionários, entre motoristas e cobradores, se concentraram na garagem da empresa impedindo que os ônibus saíssem do local.

Houve a necessidade de intervenção por parte da Polícia Militar (PM) para que o número de coletivos em circulação estabelecidos em uma liminar da Justiça do Trabalho durante o movimento fosse cumprido.

Também houve tumulto e os manifestantes foram chamados pela direção da empresa para uma reunião. Após negociação, alguns coletivos voltaram a circular. A empresa afirmou que não irá fazer novas negociações enquanto a paralisação não for encerrada.

O número de ônibus circulando nas ruas aumentou a partir do meio-dia, subindo de 50 carros para 105, segundo um balanço divulgado pela Polícia Militar (PM). Como os ônibus já conseguiram sair da garagem, não há expectativa de que o quantitativo de coletivos seja reduzido até o fim da noite desta terça.

Também nesta tarde, a prefeitura de Macaé se manifestou por meio de nota informando que em cumprimento a decisão judicial, a cerca de 70% da frota de transporte público encontra-se em circulação e 100% da frota do transporte escolar, em atendimento à população.

Segundo o órgão, nesta terça-feira (25) o Procurador Geral do Município, Dr. Augusto Salgado, estará no Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro para solicitar nova liminar que garanta restabelecimento pleno do sistema integrado de transporte.

Apesar das linhas de ônibus em circulação ter aumentado desde o fim do dia, os usuários ainda precisam ter paciência, pois a greve afeta não só a frequência, quanto os horários. Atualmente a SIT conta com 44 linhas, divididas em 220 ônibus. Segundo dados da empresa, aproximadamente 90 mil pessoas utilizam o serviço diariamente.

Entenda a greve

Funcionários da SIT, empresa que opera o transporte público em Macaé, anunciaram uma greve a partir desta terça-feira (25). O motivo é a rejeição da categoria a cerca da proposta de reajuste salarial de 2% oferecida pela empresa. Os grevistas afirmam não receber reajuste há três anos . Os funcionários da empresa estão em estado de greve desde a última sexta-feira (21). Os rodoviários afirmam também que deveriam ter sido reajustados em 16%, mas receberam aumento de apenas 9,5% em 2016.

Liminar

Na tarde desta segunda-feira (24), um dia antes da greve, uma liminar concedida pelo juiz substituto da 1ª Vara do Trabalho de Macaé, Nikolai Nowosh, assegura que pelo menos 60% da frota continue circulando enquanto houver movimento grevista. Na decisão, o magistrado afirma que “embora o sindicato informe que a greve busque melhorias para a categoria, trata-se, em verdade, de greve com vertente política”.

Em relação ao transporte escolar, também operado pela SIT, a justiça determinou que seja mantida a circulação em 80%.

A multa, caso as porcentagens da frota estabelecidas pela Justiça não sejam cumpridas, será R$ 1 mil por hora de descumprimento, com valor máximo de R$24 mil. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviário de Cargas e Passageiros de Macaé foi citado na tarde desta segunda-feira a respeito da decisão.

 


 

Mais lidas do mês