Mídias Sociais

Cidades

Alair afirma que pode pagar salários dos servidores em parcelas

Avatar

Publicado

em

 

O prefeito de Cabo Frio, Alair Correa (PP), afirmou nesta quarta-feira (15) através de seu blog e de sua página nas redes sociais que pode pagar os salários dos servidores de maneira parcelada. Cabo Frio seguiria o exemplo do Governo do Estado, que anunciou o pagamento dos servidores da mesma forma. A justificativa é, mais uma vez, a queda na arrecadação da cidade, e os cofres públicos vazios. De acordo com o prefeito, o parcelamento pode ocorrer já nesse mês.

Na postagem, alguns internautas questionam sobre o parcelamento dos salários dos servidores que ganham até um salário. Esse assunto foi debatido nos comentários e o próprio Alair respondeu o internauta, dizendo que se houver parcelamento, será apenas para quem ganhar mais de um salário. Segundo o prefeito, quem ganha acima de um salário pode ter os vencimentos parcelados.

A possibilidade do pagamento parcelado gerou revolta nos funcionários públicos, e os comentários na postagem do prefeito foram muitos. Os servidores externaram sua indignação com frases como “situação difícil, um mês e 14 dias esperando o pagamento, para vir parcelado? É inacreditável!” disse uma servidora. Outro funcionário afirma que situação “será o caos”. O prefeito Alair Correa respondeu aos comentários contrários à medida do parcelamento dizendo argumentando com a queda na arrecadação e disse: “fui eleito para ser prefeito e não para ser mágico”.

Em relação a essa discussão, o vereador Dr. Adriano falou de uma mudança de postura na administração da cidade: “Não é de mágica que precisamos. O que precisamos é de trabalho e honestidade. Os salários estão atrasados porque milhões de reais são destinados à Comsercaf” – disse ele.

Uma das maiores reclamações dos servidores é em relação à falta de transparência da atual administração da cidade. Muitos internautas questionaram o fato de a cidade ter gastado milhões com obras faraônicas, e nunca ter feito um planejamento a longo prazo, como a criação de um fundo de emergência. Um internauta comentou: “Alair tem usado o exemplo do Governo do Estado como desculpa. Cabo Frio não foi a única cidade que perdeu recursos, mas é a única que não paga seus servidores”.

Mais lidas da semana