Mídias Sociais

Caderno D

Seguem abertas inscrições para o II Festival de Dança Indígena em Macaé

Avatar

Publicado

em

 

Até o dia 12 de abril, interessados podem se inscrever para o evento, que acontecerá no dia 19

 

Seguem abertas, até o dia 12 de abril, as inscrições para o II Festival Municipal Estudantil de Dança Indígena de Macaé. Até a data, interessados podem se inscrever para o evento, que acontecerá no dia 19, a partir das 13h, no Centro Cultural Rinha das Artes, que fica na Rua Dr. Júlio Oliver, 633, no Centro.

Poderão participar alunos da rede municipal, estadual e privada com coreografias inéditas dos gêneros e estilos musicais, indígenas brasileiros.  A escola interessada em participar poderá inscrever uma coreografia, com no máximo 12  participantes.

Cada unidade deve enviar um release sobre a apresentação contendo informações sobre o tema escolhido para o endereço eletrônico: semed.extracurricular@gmail.com.  Mais informações serão repassadas na sala 216, da Secretaria de Educação ou pelo telefone 2796-1654.

O Festival é uma ação que visa incentivar a valorização histórica cultural da população indígena brasileira nas  escolas, além de descobrir e  incentivar talentos. As inscrições deverão ser efetuadas,   exclusivamente,  no formulário disponível no portal da Prefeitura de Macaé:www.macae.rj.gov.br.

Entre os objetivos da programação estão ainda a integração entre escolas e estudantes; a convivência harmoniosa; estimular a criatividade individual e coletiva, a produção coletiva e a socialização dos sucessos; promover a circulação de bens culturais; além de incentivar e divulgar os trabalhos dos participantes. Outras propostas são  a  criação e a manutenção de espaços, tendo a dança como forma de arte nas escolas.

Serão conferidos a todos os participantes certificados de participação.  Todas as coreografias serão avaliadas por  comissão julgadora, que atribuirá notas entre 5 e 10 pontos, em cada um dos seguintes critérios: criatividade; empatia; domínio coreográfico; fidelidade histórico cultural e interpretação.

Daniela Bairros

Foto:  Maurício Porão (Arquivo Secom)

 

 

Mais lidas da semana