Mídias Sociais

Caderno D

Rio das Ostras celebra São Pedro com procissão de barcos nesta quinta-feira (29)

Publicado

em

 

Festa do Padroeiro dos pescadores será marcada por missa, café da manhã, natação no mar, quadrilha e música ao vivo.

Daniela Bairros

A Associação de Moradores de Boca da Barra, em Rio das Ostras, promove nesta quinta-feira (29), Festa em comemoração a São Pedro. A data é comemorada pela Igreja Católica dedicada ao santo, também conhecido como Padroeiro dos Pescadores.

A procissão em direção aos barcos que vão enfeitar o mar de Rio das Ostras sairá de Boca da Barra, em frente à Capela Nossa Senhora de Lourdes, às 15h.

A missa em louvor ao santo será logo após a chegada da procissão.

Travessia do Mar

As comemorações em homenagem a São Pedro começam bem cedo em Rio das Ostras. A partir das 8h45, haverá café da manhã e travessia da natação do mar com os pescadores. E, de noite, às 18h30, música ao vivo, quadrilha e brincadeiras na quadra de Boca da Barra.

São Pedro (1a.C-67) foi apóstolo de Cristo. É tido como o fundador da Igreja Cristã em Roma. É considerado pela Igreja Católica como seu primeiro papa. As principais fontes que relatam a vida de São Pedro são os quatro Evangelhos Canônicos, pertencentes ao novo testamento. Escritos originalmente em grego, em diferentes épocas, pelos discípulos Mateus, Marcos, João e Lucas, Pedro aparece com destaque em todas as narrativas evangélicas.

Sobre São Pedro

São Pedro nasceu na Betsaida, na Galileia. Filho de Jonas e irmão do apóstolo André, seu nome de nascimento era Simão. Pescador, trabalhava com o irmão e o pai. Por indicação de João Batista, foi levado por seu irmão André, para conhecer Jesus Cristo. No primeiro encontro Jesus o chamou de Kepha, que em aramaico significava pedra, e traduzido para o grego Petros. Nessa época de seu encontro com Cristo, Pedro morava em Cafarnaum, com a família de sua mulher.

Pedro foi escolhido como o chefe da cristandade aqui na terra. Jesus lhe disse: "Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do reino dos céus e tudo o que ligares sobre a terra, será ligado também nos céus". Convertido, Pedro despontou como líder dos doze apóstolos e foi o primeiro a perceber em Jesus o filho de Deus.

Junto com seu irmão André e os irmãos Tiago e João Evangelista, Pedro fez parte do círculo íntimo de Jesus entre os doze apóstolos. Participou dos mais importantes  milagres do Mestre sobre a terra. Foi o primeiro apóstolo a ver Cristo após a Ascensão. Presidiu a assembleia dos apóstolos que escolheu Matias para substituir Judas Iscariotes. Fez seu primeiro sermão no dia de Pentecostes e peregrinou por várias cidades.

Encontrou-se com São Paulo em Jerusalém, e apoiou a iniciativa deste, de incluir os não judeus na fé cristã, sem obrigá-los a participarem dos rituais de iniciação judaica. Após esse encontro foi preso por ordem do rei Agripa I. Foi encaminhado à Roma durante o reinado de Nero, onde passou a viver. Ali fundou e presidiu a comunidade cristã, base da Igreja Católica Romana, e por isso segundo a tradição, foi executado por ordem de Nero. Conta-se também que pediu para ser crucificado de cabeça para baixo, por se julgar indigno de morrer na mesma posição de Cristo.

Seu túmulo se encontra sob a catedral de São Pedro, no Vaticano, e é autenticado por muitos historiadores. É festejado no dia 29 de junho, um dia de importantes manifestações folclóricas, principalmente no Nordeste brasileiro.

 

Crédito: Maurício Rocha

 

Mais lidas da semana