Mídias Sociais

Caderno D

Projeto Cultural 1001 Espetáculos leva teatro para escolas de Macaé até março

Avatar

Publicado

em

 

Ônibus teatro está nas escolas Onilda Maria da Costa (Engenho da Praia), Colégio Municipal da Aroeira e Maria Cristina Castello Branco da Cruz (Assentamento Celso Daniel).

Os alunos da rede municipal de Macaé estão, diariamente, se divertindo com uma vasta programação cultural nas escolas. É o que o Projeto Cultural 1001 Espetáculos está levando teatro para escolas na cidade até o mês de março. O ônibus teatro está nas escolas Onilda Maria da Costa (Engenho da Praia), Colégio Municipal da Aroeira e Maria Cristina Castello Branco da Cruz (Assentamento Celso Daniel).

Na programação, oficinas e atividades teatrais para estudantes do primeiro ao terceiro ano. Um ônibus comum foi transformado em um equipamento teatral, com direito a estrutura de camarim, luz e som, figurino, pintura de rosto, cenografia e mobiliário para plateia.

O projeto é realizado pela Spiral Criativa, em parceira com o Instituto JCA, e conta com o patrocínio da Auto Viação 1001 com recursos captados através da Lei de Incentivo do Ministério da Cultura.

A Escola Municipal Onilda Maria da Costa foi a primeira da rede a receber o projeto. Até a próxima  segunda-feira (26), os 250 alunos, do primeiro ao terceiro ano, vão fazer parte das atividades.

Outras cidades

Municípios como Campos dos Goytacazes, Itaperuna e Niterói também está recebendo o Projeto 1001 Espetáculos. São 200 oficinas e 90 espetáculos teatrais gratuitos envolvendo cerca de 20 mil crianças, 40 escolas públicas e 33 mil espectadores em áreas com pouco ou nenhum acesso a equipamentos teatrais.

Nos finais de semana, a programação também acontece em espaços públicos com a apresentação de espetáculos de diferentes estéticas teatrais.

No dia 10 de março, às 10h, o Complexo Poliesportivo da Ajuda vai receber a peça " Enquanto houver criança". Já às 14h, o " 1001 Espetáculos" promete contagiar a Ajuda  com a Roda Gigante. O Polo da Ajuda funciona na Rua José Alves de Azevedo, snº, Ajuda de Baixo, próximo à subida do Planalto.

Daniela Bairros

Crédito: Ana Chaffin


 

Mais lidas do mês