Mídias Sociais

Caderno D

Fusca – o carro mais querido do mundo!

Avatar

Publicado

em

 

Hoje(22) comemora-se em todo o mundo o dia do carro mais vendido do planeta. Eleito o carro do século, o simpático fusquinha faz parte da nossa vida há muito tempo e tornou-se um ícone de resistência, mecânica mais acessível e útil em diversos aspectos.

A história de como começou a aventura do Fusca é complexa e é considerada a mais longa da história dos automóveis, mas vamos tentar resumir um pouco como tudo aconteceu.

Para uns, o Fusca foi considerado um projeto ruim, para outros um projeto feito para durar. As especulações sobre o automóvel foram muitas, mas seus criadores conseguiram realizar a façanha e a prova de que o projeto era bom está aí, até hoje para nos provar. Ele foi nomeado Volkswagen, justamente porque previam que ele seria um carro muito querido, já que o seu significado é “Carro do Povo”. No Brasil ele foi nomeado de Fusca e tudo começou na década de 30, quando Ferdinand Porsche desenvolveu um projeto em casa mesmo, na Alemanha. Em sua primeira tentativa, o rendimento do carro era muito ruim. Após inúmeras tentativas, o motor de quatro cilindros, chamado de Boxter, refrigerado a ar e com suspensão independente dianteira, deu certo. Foi um projeto considerado revolucionário para a época e seu lançamento oficial, aconteceu em 1935. Foi então que a ‘febre’ do Fusca começou a se espalhar, já que era um carro que podia ser comprado por quase todas as pessoas.

As evoluções seguiram a largos passos, em conjunto com as modificações estéticas. Dois anos depois de seu lançamento, já existiam 30 outros modelos sendo testados e a partir de 1938, ele começou a ser fabricado em série, com uma fábrica própria. No ano seguinte, veio a Segunda Guerra Mundial e o Volkswagen se transformou em veículo militar. A guerra quase acabou com o sonho de tornar o carro em uma paixão mundial, já que a fábrica foi quase toda destruída. Mas um major inglês, no meio de todo aquele caos, redescobriu o carro e resolveu encarar a missão de continuar a saga da evolução do automóvel. O Fusca recomeçou a ser fabricado e num primeiro momento ele foi utilizado para serviços como correio e atendimento médico. Um ano depois já estavam circulando mais de 10 mil fuscas. Mais dois anos se passaram e já eram quase 30 mil e as exportações começavam. E quase em 1950, o Carro do Povo já tinha o seu próprio mercado nos EUA. Nove anos depois, ele começou a ser fabricado no Brasil e as mudanças continuaram, chegando a números incríveis com quase 300 mil modelos fabricados somente no ano de 1974. Inúmeras transformações aconteceram em sua mecânica e ele se tornou o carro mais querido do mundo. Mas em 1986, sua carreira deu uma pausa. Uma pausa com gostinho de adeus. Mas em 1993, o presidente em exercício no nosso país, pediu que o Fusca voltasse a ser fabricado e muitos não acreditaram no seu relançamento, mas as vendas superaram as expectativas e mais de 40 mil fusquinhas foram feitos. Em 1996 foi anunciada a parada oficial na fabricação, mas para comemorar a suas última série, 1500 Fuscas foram criados numa versão especial, chamada de “Fusca Série Ouro”. Anos depois, com um nome diferente, o Beetle volta as ruas, apresentando seu design moderno e dando continuidade a incrível história do carro mais apaixonante do planeta.

Mas voltando aos dias de hoje, a cidade de Macaé, mais precisamente o Shopping Plaza, vai receber no próximo domingo(26), o 2º Anual Rachadores Aircooled, onde 350 carros compõem um acervo incrível que forma uma exposição muito legal, com a presença ilustre do Fusca, é claro.

A intenção é fomentar a cultura dos colecionadores de automóveis antigos e toda a cultura existente sobre a Volkswagen, que foi a pioneira dos veículos com motores arrefecidos a ar. Um dos organizadores deste evento especial é o Eduardo V8, que conta com muito entusiasmo sobre a paixão pelas quatro rodas. "O Fusca, o carro do povo, é um ícone da indústria automobilística mundial e acabou virando mais do que um simples meio de transporte, virou parte da família. E nosso propósito com esses encontros é manter essa história e essa cultura viva", conta.

Apaixonados pelos roncos dos motores, virão de várias partes do país prestigiar o evento, que vai acontecer no estacionamento do Shopping Plaza Macaé, das 10h as 16h. Além de um dia muito especial, revendo amigos e conversando intensamente sobre tudo o que envolve o universo automobilístico, uma doação importante será feita para o Lar São Francisco de Assis, no bairro do Barreto e também para o asilo da cidade, já que para garantir a sua entrada na exposição, dois quilos de alimentos não perecíveis, são pedidos como forma de agregar ainda mais valor a este encontro.

Mariana Abrantes

Mais lidas da semana