Mídias Sociais

Caderno D

Falta de patrocínio ameaça a ida de forte representante literária de Arraial do Cabo para participar da Bienal Internacional do Livro

Avatar

Publicado

em

 

Referências. São elas que ditam muitos caminhos, falam sobre a gente, sobre os nossos hábitos, sobre as nossas escolhas pessoais e também escolhas profissionais. É assim com quase todo mundo e é foi desse jeito que a carreira de uma jovem promissora escritora, foi desenhada. Filha de mãe bibliotecária e pai professor, Lorena Brites já é um nome forte na literatura da região dos lagos e as boas referências, serviram como base para impulsionar sua grande vocação: poetisa.

Ano passado a também jornalista, publicou seu primeiro livro. Acervo de Palavras é uma obra que reúne poemas das mais diferentes vertentes que existem dentro do contexto poético. Com versos simples, mas recheados de significados, Lorena consegue conquistar o leitor rapidamente. Suas poesias são singelas expressões do seu cotidiano, onde tudo é observado com muita atenção e devido à sua alta sensibilidade, são rapidamente registrados. Também no ano passado, a escritora representou muito bem a Costa do Sol na 17ª Bienal Internacional do Livro do Rio, onde sua obra fez sucesso. Lorena quer mais e quer participar da 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, um dos eventos mais importantes para a nossa literatura, mas existem entraves que talvez inviabilizem sua participação na edição deste ano. A intenção desta matéria, além de expor em primeiro lugar a relevância deste belíssimo trabalho, é também uma forma de chamar a atenção para esta questão que, infelizmente, se torna um pouco corriqueira no segmento cultural: a falta de apoio. “Da mesma forma que eu fiz campanha no ano passado, novamente eu resolvi fazer para este ano, porque para participar da Bienal é um gasto muito grande. Ano passado eu gastei em torno de sete mil reais e isso contando a impressão de uma nova tiragem, pois se tratando de um evento internacional, a tiragem deve ser maior, fora que são dez dias de evento e por isso a gente tem que levar bastante material. No ano passado eu consegui quase que esgotar a leva de livros que levei. Eu trabalho muito a questão da divulgação, da mídia, do marketing, corro atrás mesmo através de projetos de captação de apoio”. Revela Lorena.

Em 2015 a prefeitura de Arraial do Cabo, através da Superintendência de cultura, deu apoio à escritora, mas em 2016 a coisa está diferente, e Lorena até agora não conseguiu o apoio merecido, vindo de esferas oficiais. Propostas elaboradas com muito critério já foram enviadas pela poetiza e até agora o que foi possível conquistar foi a sua hospedagem e suas passagens de ida e volta. A parte de alimentação, locomoção dentro de São Paulo e o principal, o aluguel do stand na feira, que precisa ser reservado até a primeira semana de agosto, ainda não tem patrocínio. “Eu tenho boa parte já garantida, mas faltam essas questões. Eu criei uma campanha de financiamento coletivo no site Kickante e uma hashtag para as redes sociais, além de vídeos no Youtube onde eu conto um pouco a minha trajetória e peço ajuda publicamente para as pessoas que possam colaborar e essa ajuda pode ser em forma de dinheiro efetivamente, e eu ofereço uma troca em contra partida, que é a divulgação da marca de empresas que colaborarem em tudo o que eu for fazer relacionado ao meu livro na bienal. Camisas, banner, flyers, enfim, eu faço de tudo para poder também ajudar quem me ajudou.” Explica a autora.

Lorena já fez saraus e este ano volta com o seu bazar, que fica na sua própria casa, onde peças de roupas em excelente estado e acessórios, são comercializados para dar aquela força ao projeto. É notório o empenho da escritora e sua paixão por um segmento tão precioso para a nossa cultura. “É um investimento que vale a pena, eu moro em Arraial, no interior do estado do Rio e não lancei meu livro por uma grande editora. É uma ótima, excelente editora, que apesar de ser pequena é uma das mais respeitadas do estado, mas meu livro não é um best seller, então quanto mais eu puder ter visibilidade, pra mostrar o meu trabalho, melhor pra mim e também para a minha cidade, para a nossa região. Eu sou uma apaixonada pelo meu município, então uma coisa que eu friso sempre e que faço questão de dizer para as pessoas é que apoiar a minha ida para a bienal, não é apenas um projeto pessoal que está sendo patrocinado, ela está incentivando a literatura, ela tá ajudando a fomentar o conhecimento, e além disso, alimentando o turismo, o comércio local, a visibilidade da região com notícias boas.” Finaliza Lorena.

Quem quiser embarcar nessa bela aventura literária, junto com a escritora, pode colaborar através dos seguintes contatos: lorenabrites@ymail.com, pelos telefones: (22) 99954-7842 ou 98105-3617, pela fanpage no Facebook, através da hashtag #acervodepalavrasnabienaldesp e pelo bazar, que funciona o dia todo e fica na Rua Américo Vespúcio, 35, no bairro Praia Grande, em Arraial do Cabo.

Mariana Abrantes

Mais lidas da semana