Mídias Sociais

Caderno D

Cabo Frio começa a se preparar para temporada dos transatlânticos

Avatar

Publicado

em

 

Cidade começa a receber navios a partir do dia 31 de dezembro

A cidade de Cabo Frio já começa a se preparar para a temporada dos transatlânticos. Até agora, 11 navios, sendo dez com escala nacional e um internacional, já foram confirmados para a chegar à cidade. O primeiro navio está previsto para ancorar em Cabo Frio no dia 31 de dezembro.

A notícia foi confirmada pela Secretária Municipal de Turismo. Fabiola Bleicker, que já se reuniu com o presidente da Clia Abremar Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), Marco Ferraz, e com a diretora técnica operacional da MSC Cruzeiros, Márcia Leite, com o objetivo de acertar os últimos detalhes dessas escalas.

Há uma grande preocupação para que a recepção aconteça da melhor forma. Tendo em vista, o contratempo ocorrido no ano passado, que acabou gerando alguns transtornos para o município.

“Infelizmente não tivemos nenhuma escala no ano passado. Todas foram canceladas porque Cabo Frio não atendeu às exigências necessárias na gestão passada, causando um transtorno muito grande para as armadoras que acabaram desistindo de fazer o destino Cabo Frio. Por conta de tudo o que passaram, foi muito difícil convencê-los que agora seria diferente”, lembrou a secretária.

Para convencer os envolvidos a darem novamente uma chance para Cabo Frio. No início do ano, a cidade teve a oportunidade de receber uma escala como teste. Na ocasião, a estrutura foi toda planejada e detalhada para que não houvessem erros.

“Nós conseguimos, na ocasião, atender todas as exigências técnicas e de receptivo, e fomos super elogiados com um ofício que circulou em toda a Associação dos Transatlânticos, dizendo que Cabo Frio fez um receptivo excepcional poucas vezes vista no país. Com isso voltamos a ter credibilidade e garantimos essas 11 escalas que, eu espero, possamos dobrar na próxima temporada”, contou esperançosa Fabíola.

Transatlânticos ajudam na economia - Embora fiquem poucas horas na cidade, o turista de transatlânticos gera um grande movimento na economia. Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas, o gasto médio de cada cruzeirista na cidade de escala é em torno de R$ 559,80, o que é de grande importância para a economia do município.

“Será muito bom para o comércio, para os serviços e para parte da gastronomia. Em tempos de crise, esses turistas são fundamentais”, enfatizou a secretária.

Ainda segundo estudos da Fundação Getúlio Vargas, o turismo de cruzeiros gerou, na temporada 2015/2016, mais de 30 mil postos de trabalho. Foram mais de 500 mil cruzeiristas, uma movimentação de quase R$ 2 bilhões e o impacto econômico nas cidades destinos superou R$ 1 bilhão em todo o país.

Além disso, a pequena parada pode ser um incentivo a mais para que o turista retorne a cidade, com mais tempo. Em Cabo Frio, mais de 70% dos passageiros que desembarcaram na última temporada de São Paulo e da região sul do Brasil esteve na cidade pela primeira vez.

“A Secretaria de Turismo quer conquistar esses turistas que visitam a cidade para que retornem durante o ano, por via terrestre ou aérea, para desfrutar melhor dos nossos atrativos e serviços, afinal, Cabo Frio é o município polo da Costa do Sol", disse a secretária de turismo, Fabíola Bleicker. Ela lembrou, ainda, que a cidade possui um Terminal de Transatlânticos e abriga a maior infraestrutura de serviços, além de belezas naturais exuberantes e 280 dias de sol por ano, uma das maiores médias do Brasil, o que faz da cidade um destino natural o ano inteiro.

Thayani Pieroni

Crédito: Divulgação

 

 

Mais lidas da semana