Mídias Sociais

Artigos

Dicas para tratar seu 13º salário como ele merece

Publicado

em

 

Evite gastos afinal em janeiro já tem muita conta para ser quitada

O 13º salário só deve ser tratado como extra e gasto livremente se você tiver sido disciplinado durante o ano inteiro. Mas é bom se preparar também para os gastos do começo do ano seguinte, tais como matrículas e materiais escolares, IPVA, seguro do carro, entre outros. Se você estiver no vermelho o destino é pagamento das dívidas.

1 – Definir prioridades

Gastar apenas com prioridade. Ele só pode ser tratado como um “extra” se você estiver em dia com dívidas. E lembrar que em janeiro tem IPVA, seguro do carro e despesas com férias escolares.

2- Pagar dívidas

Não priorizar o pagamento de dívidas ou se ter a falsa impressão que por receberem em dobro, podem gastar em dobro. Muitos se esquecem que esse período - entre dezembro e janeiro - é de maiores gastos e terminam comprometendo as férias e saúde financeira da família.

3 – Definir gastos

É necessário definir o quanto antes objetivos financeiros, tanto de curto prazo (viagens, compra de bens de consumo, troca de automóvel) quanto de longo prazo (imóveis, casamento, aposentadoria complementar). Quando o 13º chegar, você pode definir que conta receberá um reforço extra, de acordo com suas prioridades.

4 - Investir do 13º

Se, após todas as destinações desse dinheiro ainda sobrar algum dinheiro, aplique.  Os títulos públicos, ofertados pelo Tesouro Direto, apresentam boa rentabilidade e segurança para o investidor. Você pode começar, em alguns casos, com apenas R$ 200,00.

 


 

Mais lidas do mês