Mídias Sociais

Sem categoria

Retorno às aulas da rede municipal de Rio das Ostras tem balanço positivo da popula

Avatar

Publicado

em

 

 

Pais e alunos encontraram escolas limpas e merenda escolar de qualidade, segundo a prefeitura

 

Tunan Teixeira

Depois de um mês de atraso em relação a maioria das cidades da Região dos Lagos e do Norte Fluminense, os estudantes da rede pública municipal de Rio das Ostras puderam, enfim, retornar às aulas na última segunda-feira, 6, e encontraram “escolas limpas e com merenda escolar de qualidade”, segundo a prefeitura.

A prefeitura ressaltou que através de contratação emergencial, a Secretaria de Educação, Esporte e Lazer conseguiu resolveu as duas demandas enquanto preparava o processo licitatório para escolher as empresas que vão executar os serviços de limpeza e conservação, além do fornecimento da merenda.
“Quando cheguei à escola, já senti que existia outro clima, tanto na limpeza e conservação como no comportamento e disciplina dos alunos. Minha filha voltou motivada, dizendo que quer estudar ainda mais. Ela, que sempre foi muito dedicada, tinha diminuído de rendimento. Fico feliz em saber que está novamente animada ao ver sua escola bem cuidada”, contou a dona de casa Danielle Azeredo, mãe de Anna Mell, de 14 anos, que cursa o 9º ano do Ensino Fundamental, no Colégio Municipal Professora América Abdalla.
“Minha filha se sentia triste ao ver o abandono da escola, que ficou muito tempo sem funcionários de limpeza. Os alunos precisam de um ambiente agradável e de educadores que os motivem a estudar”, lembrou a mãe de Emelly Vitória Domingos, também de 14 anos, e que também está no 9º ano do Ensino Fundamental do América Abdalla.
Apesar de todo o esforço feito pela nova gestão municipal para recuperar as escolas, encontradas abandonadas pela última gestão, a Secretária de Educação, Esporte e Lazer, Maria Lina Paixão, revelou que o trabalho ainda foi de todo concluído e que as escolas estão sendo visitadas para identificarem situações ainda pendentes.

“Não conseguimos resolver todas as demandas, já que alguns professores não tomaram posse e ainda existem reparos a serem feitos nas unidades de ensino. Mas vamos continuar trabalhando para solucionar cada necessidade”, esclarece.
A prefeitura informou ainda que, com objetivo de reduzir gastos, a pasta transferiu os alunos da Escola Carlos Maurício Franco, em Cantagalo, para duas outras unidades que ficam na mesma localidade.

De acordo com a prefeitura, a decisão de suspender as atividades da Carlos Mauricio, que contava com 81 alunos e duas salas de aula, foi tomada após consultar pais e responsáveis, e os estudantes serão atendidos pelo transporte escolar que os levará até as escolas municipais Professora Marinete Coelho de Souza, e Trindade.

Onda – Se os alunos da rede pública municipal retornaram às aulas com escolas limpas e bem cuidadas, com o quadro de professores reposto, o mesmo não se pode dizer do Centro de Formação Artística em Música, Dança e Teatro.

Na unidade, mais conhecida como Onda, que também teve sua volta às aulas nesta segunda-feira, 6, os alunos de diversos cursos das 3 modalidades continuam sem professores em várias matérias, o que deixou muitos deles sem aulas nesta primeira semana.

Até o fechamento desta edição, a prefeitura ainda não havia se pronunciado sobre as providências para a reposição do quadro de professores, depois de serem terceirizados pela gestão anterior em 2015, deixaram a instituição depois que se encerraram os contratos entre a empresa e a Fundação Rio das Ostras de Cultura, em 31 de dezembro de 2016.

 

Foto: Jorge Ronald

Mais lidas da semana