Mídias Sociais

Sem categoria

Primeiro dia de vacinação em Carapebus supera expectativas

Avatar

Publicado

em

 

Logo na manhã de ontem (22), várias pessoas formaram filas em frente aos postos de vacinação

Bertha Muniz

O primeiro dia de vacinação contra a febre amarela em Carapebus foi considerado tranquilo pelas equipes que comandaram a estratégia de imunização no município. Logo na manhã de ontem (22), várias pessoas formaram filas em frente aos postos de vacinação.

 

Todas foram imunizadas.  Ao todo foram distribuídas 300 senhas, sendo 150 para a parte da manhã e 150 para a parte da tarde, em cada posto. De acordo com o secretário de Saúde de Carapebus, Dr. Márcio Giovannini , a estratégia montada atendeu as expectativas do órgão. “Esperamos que até o fim da próxima semana toda a população esteja vacinada. Não é preciso correria, pois as oito mil vacinas irão atender a população e caso haja necessidade de mais doses, o governo do Estado se prontificou a enviar mais doses”, explicou o secretário.Os postos de saúde que estão aplicando a vacina são os de Ubás, Rodagem, Centro que fica localizado no bairro da Baixada, e do PSF de Capelinha será transferido para o bairro Sapecado, localizado na Rua João Pedro Sobrinho, 130, ao lado do Controle de Avaliação.

 

É importante destacar que nem todas as pessoas podem ser vacinadas. A contraindicação vale para: gestantes, mulheres que estejam amamentando, pessoas com alergia a algum componente da vacina e alergia a ovos e derivados; pessoas com doença febril aguda, com comprometimento do estado geral de saúde; ou ainda pacientes com doenças que causam alterações no sistema de defesa (nascidas com a pessoa ou adquiridas), assim como terapias imunossupressoras – quimioterapia e doses elevadas de corticosteroides, por exemplo; indivíduos portadores de Lúpus Eritematoso Sistêmico ou com outras doenças autoimunes; pacientes que tenham apresentado doenças neurológicas de natureza desmielinizante (Síndrome de Guillan Barrè, ELA, entre outras) no período de seis semanas após a aplicação de dose anterior da vacina; pacientes transplantados de medula óssea; pacientes com histórico de doença do Timo; pacientes portadores de HIV; crianças menores de nove meses de idade, crianças menores de dois anos de idade que não tenham sido vacinadas contra febre amarela não devem receber as vacinas tríplice viral ou tetra viral junto com a vacina contra Febre Amarela, neste caso o intervalo entre as vacinas deve ser de 30 dias.

 

 

 

Mais lidas da semana