Mídias Sociais

Sem categoria

Políticos da região já sabem quanto poderão gastar nas campanhas eleitorais deste ano

Avatar

Publicado

em

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou nesta quarta-feira, 20, as tabelas atualizadas com os limites de gastos de campanha para as eleições municipais, que acontecerão em 2 de outubro deste ano.

As tabelas foram publicadas no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) do TSE, conforme previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/1997). Os valores foram publicados com a atualização feita pelo TSE, de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de acordo com o parágrafo 2º, art. 2º, da Resolução 23.459/2015 do TSE.

O órgão informou que o índice de atualização dos limites máximos de gastos foi de 33,7612367688657%, e corresponde ao INPC acumulado de outubro de 2012 a junho de 2016.

Para os municípios de até 10 mil eleitores e com valores fixos de gastos de R$ 100 mil para prefeito e R$ 10 mil para vereador, o índice de atualização aplicado foi de 8,03905753097063%, correspondente ao mesmo período, visto que esses valores fixos foram criados com a promulgação da Lei da Reforma Eleitoral (Lei 13.165/2015).

Dentre as cidades da Região dos Lagos e do Norte Fluminense, Macaé é a cidade em que os candidatos poderão investir mais em suas campanhas. Com 156.977 eleitores, a cidade ultrapassou Cabo Frio, que conta com 146.434.

Assim, para sua campanha de reeleição, o Prefeito Aluízio (PMDB) poderá investir R$ 2.577.907,44, mesma quantia que os demais candidatos que concorrerão à prefeitura. Em Cabo Frio, os gastos para campanhas à prefeitura da cidade não poderão ultrapassar os R$ 1.392.880,29, enquanto, em Búzios, que tem 28.879 eleitores, o limite é de R$ 467.148,25.

As tabelas trazem ainda os valores máximos de investimento para as campanhas de vereadores, e Macaé, mais uma vez, aparece no topo da lista na região. Para concorrer a uma vaga no Legislativo macaense, o candidato terá um teto de gastos de campanhas em R$ 253.322,86, enquanto que em Cabo Frio e Búzios, os pretendentes ao Legislativo terão limite de R$ 74.554,71 e de R$ 51.651,26, respectivamente.

 

BOX: Saiba quanto os políticos da sua cidade poderão gastar nas campanhas.

Arraial do Cabo (28.879 eleitores). Prefeito: R$ 108.039,06. Vereador: R$ 35.615,13

Búzios (25.868 eleitores). Prefeito: R$ 467.148,25. Vereador: R$ 51.651,26

Cabo Frio (146.434 eleitores). Prefeito: R$ 1.392.880,29. Vereador: R$ 74.554,71

Carapebus (12.363 eleitores). Prefeito: R$ 270.680,40. Vereador: R$ 10.803,91

Casimiro de Abreu (31.670 eleitores). Prefeito: R$ 701.079,04. Vereador: R$ 45.801,93

Macaé (156.977 eleitores). Prefeito: R$ 2.577.907,44. Vereador: R$ 253.322,86

Quissamã (18.091 eleitores). Prefeito: R$ 456.896,08. Vereador: R$ 74.306,37

Rio das Ostras (84.956 eleitores). Prefeito: R$ 1.150.995,24. Vereador: R$ 173.975,76

São Pedro da Aldeia (62.903 eleitores). Prefeito: R$ 428.089,46. Vereador: R$ 10.803,91

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana