Mídias Sociais

Sem categoria

Bazar é mais uma das ações organizadas para arrecadar fundos para ajudar servidores de Cabo Frio

Avatar

Publicado

em

 

Mais uma ação está sendo planejada com o intuito de arrecadar fundos para ajudar os servidores de Cabo Frio, que estão com os salários atrasados e tendo grandes dificuldades financeiras. No próximo sábado, 26, será realizado um bazar, de 10h às 19h, na rua Paraná, 221, no bairro Palmeiras.

De acordo com a organização, o bazar terá roupas, sapatos, bolsas, diversos acessórios, além de artesanato e lanches. Os itens comercializados estão sendo doados ou feitos pelos próprios servidores. Vale lembrar que toda a verba arrecada com as vendas será destinada para os próprios professores quitarem parte das suas dívidas.

Já no próximo domingo, 27, os cabo-frienses interessados em ajudar os servidores da cidade poderão participar de um almoço com diversas atividades. A iniciativa do movimento denominado “Amigos dos Servidores”, tem como objetivo arrecadar dinheiro para auxiliar os servidores, que com os salários atrasados enfrentam inúmeros problemas financeiros.

De acordo com a organização, o ingresso custa R$20,00 para adultos e R$10,00 para crianças de três a 12 anos. Com esse valor, os participantes poderão aproveitar diversas atrações. Além do almoço, haverá sorteio de brindes, música ao vivo, recreação, bingo, entre outros. O encontro será realizado na Pousada Dunas do Peró, que fica na Estrada do Guriri. Os convites podem ser adquiridos no Sepe Lagos e no SindSaúde.

Além do evento, uma vaquinha virtual está sendo realizada pela internet, com o intuito de arrecadar R$ 5 mil para o pagamento de algumas contas urgentes de servidores. Até o momento, diversas doações foram realizadas, inclusive de pessoas que não moram em Cabo Frio, totalizando o valor de R$ 3.815,00. Quem quiser colaborar deve acessar https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-urgente-aos-servidores-de-cabo-frio.

Segundo alguns servidores, a situação do atraso nos salários tem atingindo muita gente. Algumas pessoas estão tendo problemas em quitar dívidas e por isso, estão com água e luz cortadas, houve casos de pessoas despejadas por conta do atraso no pagamento do aluguel e até mesmo de dependente de remédios que não sabem como dá seguimento ao tratamento.

 

Mais lidas da semana