Mídias Sociais

Sem categoria

Atraso no salário dos servidores de Cabo Frio virou um jogo de verdade ou mentira

Avatar

Publicado

em

 

Com as opções para manifestar a insatisfação com o atraso nos salários esgotadas, muitos servidores recorrem as redes sociais com o intuito de conseguir alguma resposta do chefe do executivo de Cabo Frio, sobre o problema. Porém, parece que o mesmo não está muito afim de conversa, e alega que acusação dos servidores não procedem.

Apesar de dezenas de servidores afirmarem que estão com pagamento referente a julho atrasado, o prefeito insiste em afirmar que tudo não passa de boatos, já que sua única “divida” é referente ao salário de setembro.

Em todos os questionamentos dos internautas, Alair responde forma grosseira, sempre defendendo a linha de que não pode fazer nada, diante da crise, e chegou a duvidar que o próximo prefeito consiga mudar esse cenário.

“Você parece que mora em outro planeta que não vê a crise no mundo que afetou o nosso país. Você não mora nesse país já que não viu a crise e a desgraça de nosso Estado. Você não deve morar nesse Estado pois não vê a crise que já fecha hospitais e outros serviços, que o Estado já avisou que não pagará os últimos meses e 13º salário. Você mora em Cabo Frio, isso é verdade, trabalha na prefeitura e passou no meu governo a receber muito mais do que recebia por causa do PPCR, sabe que o plano faliu a cidade mas continua fingindo ou querendo que façamos milagres ou mágica, você vai ter dentro de poucos meses um outro prefeito e constatará que o nosso problema não é de gestão mas sim folha de salário alta e queda na arrecadação. AGUARDE!”, respondeu o prefeito a uma servidora.

O Prefeito também foi questionado sobre a redução do seu próprio salário, assim como dos vereadores, mas Alair fez questão de falar que não resolveria os problemas. “Os salários de prefeitos e vereadores é da constituição deixar de recebê-lo não resolveria os problemas existentes na cidade. Se resolvesse recusaria em recebê-lo”, afirmou.

 

Preocupação dos servidores com transição de governo – Todo mundo sabe que a rincha política entre o atual prefeito, Alair Corrêa, e o prefeito eleito para assumir em 2017, Marquinho Mendes, existe e é bem forte. Por isso, há especulações pela cidade, que os salários podem ficar ainda mais atrasados, e terão que ser quitados pelo próximo gestor.

Com base nos atrasos recorrentes, acredita-se que a Prefeitura irá quitar até dezembro os salários referentes até outubro, ficando assim dois últimos pagamentos do ano, mais o 13º a cargo do próximo governo, o que deve passar dos 110 milhões.

 

Mais lidas da semana