Mídias Sociais

Destaque

Polícia Civil de Arraial do Cabo monta "força-tarefa" para combater violência doméstica no município

Bertha Muniz

Publicado

em

 

A Delegacia de Arraial do Cabo (132ª DP) montou uma força-tarefa, formada apenas por mulheres, para investigar e combater os casos de violência doméstica na cidade. O grupo, chamado carinhosamente de "As Guardiãs", é liderado pela delegada Patrícia de Paiva Aguiar e conta com mais três policiais civis femininas, que receberam a missão de acelerar as investigações e de olhar com mais cuidado e atenção para os casos envolvendo agressões contra as mulheres.

O pelotão da Polícia Civil conta com o suporte de mais duas fortes mulheres: a juíza Juliana Gonçalves Figueira Pontes, titular da Vara Única da Comarca de Arraial do Cabo, e a promotora Kefrine Keil Ramos Flarys, da Promotoria de Justiça de Arraial do Cabo.

Um levantamento feito pela Polícia Civil de Arraial do Cabo revelou que, em média, a cada três dias, uma mulher registra uma ocorrência de Maria da Penha na delegacia. Ao longo de todo o ano passado, foram mais de cem casos registrados. Em 2020, já foram mais de 50. Somente no mês passado, em junho, foram 19 registros. E os números podem ser ainda maiores, visto que muitas mulheres têm medo e acabam não procurando a polícia.

Mais lidas da semana