Mídias Sociais

Destaque

Moradores do Bosque Azul fazem barricadas e interditam Linha Azul em protesto contra a falta d'água  

Bertha Muniz

Publicado

em

 

 

Moradores do conjunto habitacional Bosque Azul fizeram um protesto cobrando a retomada do abastecimento de água, na manhã desta segunda-feira (23). Eles fizeram barricadas e atearam fogos em pneus, bloqueando ambos os sentidos da via por cerca de duas horas.
Agentes do Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e da Policia Militar estiveram no local e após conversarem com os manifestantes, a pista sentindo Aroeira foi liberada para o tráfego.
Segundo os manifestantes, o condomínio chegou a ficar quatro dias sem uma gota d´água nas torneiras. Idosos, pessoas doentes e com deficiência física, além de crianças e recém-nascidos, contaram com a água que caía na torneira de uma das casas de lixo do conjunto habitacional.
Procurada por nossa equipe de reportagem, a Cedae explicou que o abastecimento no Bosque Azul está sendo realizado com regularidade e que a estatal não é responsável pelos problemas internos do condomínio.
"Lá tem água a vontade, o problema é que eles mexem nos equipamentos evitando que a água seja bombeada para cima. Para que os moradores não seja mais prejudicados, adiantamos a manobra feita para a localidade", explicou o superintendente regional da Cedae, Fernando Arruda.

Cerca de oito mil pessoas moram no conjunto habitacional. O problema só foi resolvido no início da tarde, após manifestantes desbloquearem a Linha Azul. O protesto causou reflexo no trânsito da cidade. O Centro e a Barra de Macaé tiveram longos engarrafamentos.

Mais lidas da semana