Mídias Sociais

Saúde

Silva Jardim registra óbito por Febre Amarela

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Foi confirmada uma morte em Silva Jardim causada pela Febre Amarela. A informação foi registrada no boletim da Subsecretaria de Vigilância em Saúde do Estado, que também identificou mais um caso no município. Em Teresópolis, na Região Serrana, outro óbito pela doença foi confirmado e, em Petrópolis, também na Serra, um macaco morreu pela doença.

Em todo o Estado do Rio são 120 casos confirmados pela doença em 2018, sendo 53 óbitos. Todos os casos são de febre amarela silvestre, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Vale lembrar que na Região dos Lagos, a doença não foi identificada em humanos, porém, um macaco foi diagnosticado com Febre Amarela, em Araruama, o que reforça a necessidade da vacinação preventiva.

A SES ressalta que os macacos não são responsáveis pela transmissão da febre amarela. A doença é transmitida através da picada de mosquitos. Sendo assim, a orientação para aqueles que encontrem macacos mortos ou doentes (animal que apresenta comportamento anormal, que está afastado do grupo, com movimentos lentos etc.), é de que informe o mais rápido possível às secretarias de Saúde do município ou do estado.

 


 

Mais lidas do mês