Mídias Sociais

Saúde

Campanha incentiva teste-rápido do HIV nesta sexta-feira, em Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

Uma campanha realizada nesta sexta-feira, 06, em Cabo Frio, visa incentivar a população a realizar o teste rápido para o diagnóstico do HIV e sífilis. A ação, realizada através de uma parceria entre o Hospital Dia e a Paróquia Nossa Senhora da Assunção, marcar o Dia Estadual do Diagnóstico Precoce do HIV, celebrado no dia 07 de abril.

Dois enfermeiros realizarão a testagem para o HIV e para a sífilis, que será feita no consultório anexo à Matriz Auxiliar, ao lado da cantina, das 9h às 15h. O teste é gratuito e o resultado é fornecido em 30 minutos.

“O diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento assintomático, ou seja, antes que os sintomas apareçam. Isso é importante porque facilita a terapia. Qualquer tratamento tem mais êxito quando a doença é descoberta bem no princípio”, opinou Adriana Gonzalez, da Coordenação Administrativa.

Vale lembrar que através do Hospital Dia são realizadas orientações para realização dos testes, tratamento e profilaxia de várias doenças. O teste rápido é feito na unidade, gratuitamente, e o resultado fornece diagnóstico para HIV, sífilis, hepatites B e C. Além disso, o hospital também oferece o serviço de profilaxia pós-exposição ao HIV (PEP), uma medida de prevenção à infecção pelo vírus.

A terapia consiste no uso de medicação em até 72 horas após qualquer situação em que exista risco de contato com o HIV, tais como violência sexual; relação sexual desprotegida (sem o uso de camisinha ou com rompimento da camisinha); e acidente ocupacional (com instrumentos perfurocortantes ou contato direto com material biológico).

“Nossa intenção é colaborar, abrir espaço para que mais pessoas tenham acesso à informação e ao teste. É necessário que a população perceba a importância de se informar sobre a doença, sobre os riscos de contaminação, de se fazer a testagem”, completou Carlos Roberto Santos, coordenador da Pastoral da Aids.

 

Sobre o HIV - HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da Aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

Ter o HIV não é a mesma coisa que ter Aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas podem transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação, quando não tomam as devidas medidas de prevenção. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

A Aids é notificada se o indivíduo aparece no hospital com alguma doença oportunista (como câncer ou infecções) ou com a imunidade muito baixa; se, durante o tratamento dessas doenças, o paciente faz o teste de HIV e ele dá positivo, o caso é notificado como Aids.

 

Mais lidas do mês