Mídias Sociais

Saúde

Cabo Frio registra aumento no número de pacientes que procuram atendimento para transtornos alimentares

Thaiany Pieroni

Publicado

em

O número de pacientes, que moram na Região dos Lagos e estão procurando ajuda para tratamentos com relação a alimentação, praticamente triplicaram somente nos primeiros três meses deste ano. A informação foi passada pelo Centro Municipal de Alimentação e Nutrição (Ceman) de Cabo Frio, que é referência em transtornos alimentares na Região.

De acordo com a administração, 1500 atendimentos foram registrado pelo órgão nos três primeiros meses deste ano contra 859 no mesmo período em 2017. As doenças com maiores recorrências no centro são obesidade em diferentes graus, diabetes, hipertensão, anorexia, bulimia e transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP).

Além dos transtornos alimentares como anorexia, bulimia, comer compulsivo, obesidade grau II, diabetes, hipertensão e todas as patologias clínicas relacionadas à nutrição, estão sendo iniciadas as tratativas para protocolo de encaminhamento de cirurgias bariátricas em parceria com hospitais do Rio.

“Atualmente, o paciente que tem indicação de cirurgia bariátrica, obrigatoriamente, tem que fazer o acompanhamento no Rio, por exemplo. É mais custo para o paciente. O objetivo com as tratativas é que ele possa fazer o protocolo na cidade em que ele reside e realizar a cirurgia na capital”, explicou a coordenadora, do Ceman, Regina Coeli.

De acordo com a nutricionista Kamila Pereira, que atende no Ceman, o consumo excessivo de alimentos industrializados, embutidos e com conservantes são os principais vilões contra uma dieta equilibrada.

“A alimentação saudável é a base para uma boa saúde. O ato de comer vai além da ingestão de nutrientes e necessidades fisiológicas. Envolve também emoções e valores culturais, além da mera ausência de doenças. Ela busca saúde integral onde o indivíduo não tenha constipação, enxaqueca, TPM etc. Os benefícios de uma alimentação saudável, rica em legumes, verduras e frutas são inquestionáveis na redução do risco de diversas doenças. Portanto, menos restrições desnecessárias e mais comida de verdade”, explicou Kamila, que tem mais de 10 anos na área, com pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional e Desportiva e pós-graduanda em Nutrição Ortomolecular.

 

Sobre o Ceman - A unidade do Ceman Cabo Frio possui equipe multidisciplinar com três nutricionistas clínicas e três especializadas em transtornos alimentares, três psicólogas, uma psiquiatra e uma enfermeira.

Para iniciar o tratamento no Ceman, o paciente precisa de encaminhamento médico do SUS. De posse do documento, deve se dirigir ao Centro onde será agendada uma triagem através de questionários para avaliação e direcionamento para os profissionais indicados. Apesar de a avaliação ser individual, a proposta é intensificar o tratamento em grupo, para que os pacientes se sintam estimulados durante todo o processo.

Após a avaliação inicial, o paciente deverá seguir dois caminhos: ou a nutrição clínica, que tem agendamento imediato para consultas mensais ou de acordo com a necessidade do paciente, ou marcação para anamnese com psicóloga. Após avaliação do segundo caso, o paciente inicia tratamento com a equipe de transtornos alimentares, que é feito semanalmente.

O centro funciona na Rua Professor Edilson Duarte, no bairro Jardim Caiçara, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Mais informações pelo telefone (22) 2645-1061

Mais lidas do mês