Mídias Sociais

Política

União entre a Eneva e o Grupo Vale Azul pode gerar investimento de mais de 1 bilhão de reais em Macaé

Publicado

em

 

O Grupo Vale Azul Participações (GVA), responsável pelo projeto do novo Terminal Portuário de Macaé (TEPOR), se uniu à Eneva, maior operadora de gás natural do Brasil e responsável por 9% de toda a geração de energia no país.

Na última semana, representantes da Vale Azul e da Eneva apresentaram a nova estratégia ao prefeito de Macaé, Welberth Rezende (CIDADANIA), em reunião que contou a presença de representantes de outras instituições do setor offshore, do comércio e das indústrias da cidade.

“Essa foi uma das reuniões mais importantes do ano no quesito desenvolvimento econômico do município. Eu acredito no trabalho integrado entre o governo e as instituições empresariais que sempre estão dispostas a construir um novo futuro de prosperidade para a nossa cidade”, avaliou Welberth Rezende.

De acordo com a prefeitura, a união entre a Vale Azul e a Eneva tem o objetivo de transformar o TEPOR em um polo de armazenagem, processamento e distribuição de gás natural produzido nas bacias de Campos e de Santos.

De acordo com o diretor de negócios da Eneva, Marcelo Cruz, a empresa aposta na viabilidade de implantação do hub do gás no TEPOR visando a expansão no mercado energético nacional nos próximos anos.

“Macaé é um município de extrema relevância e de competitividade dentro do mercado de gás e energia brasileiro. O município mantém uma série de ativos instalados, além de potencial para novas entradas de produção de gás na região. Nos associamos à Vale Azul por acreditar no potencial de Macaé e estaremos empenhados para iniciar o projeto no menor prazo que for possível”, contou Marcelo Cruz.

Segundo o portal Click Petróleo e Gás, o acordo entre a Vale Azul e a Eneva deve gerar investimentos acima de 1 bilhão de reais no TEPOR, permitindo que a empresa desenvolva térmicas na costa fluminense.

De acordo com o site Brazil Journal, o projeto estaria alinhado com a estratégia do CEO da Eneva, Pedro Zinner, de desenvolver um hub de gás na região, com térmicas, infraestruturas associadas e um terminal de regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL).

Para o presidente da Associação Macaense de Contabilistas (AMACON), Adail Costa Júnior, que também representou o grupo de empresários do Repensar Macaé, a união entre a Vale Azul e a Eneva será muito importante para o desenvolvimento do município.

“É extremamente importante e relevante a atuação da Eneva no projeto TEPOR, iniciativa que visa o desenvolvimento do Estado e, principalmente, de Macaé, o que pode transformar nosso município na capital da energia”, acredita Adail Costa Júnior.

Mais lidas da semana