Mídias Sociais

Política

Tribunal Superior Eleitoral aprova mudanças de nome do PTdoB para Avante

Publicado

em

 

Partido elegeu 4 vereadores na Região dos Lagos e no Norte Fluminense, mas um foi cassado

 

Tunan Teixeira

 

Partido que elegeu 4 vereadores nas últimas eleições municipais de outubro de 2016 nas cidades da Região dos Lagos e do Norte Fluminense, o PTdoB vai mudar de nome, assim como fez o PTN, que virou Podemos (PODE).

Segundo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que autorizou a mudança de nome, o PTdoB passará a se chamar Avante, mas o TSE ainda não atualizou as informações de seu site, e, por isso, a nova sigla ainda não foi divulgada.

A aprovação da mudança de nome do PTdoB se deu por unanimidade, na sessão administrativa da última terça-feira, 12. Esse é o segundo partido a mudar de nome neste ano de 2017.

Em 16 de maio, a Corte Eleitoral já havia aprovado a troca do nome do PTN para PODE. Na ocasião, o pedido de alteração do nome do partido foi relatado, naquela sessão, pelo Ministro Admar Gonzaga, que deferiu a solicitação.

Os ministros acompanharam na sessão dessa semana o voto do relator do pedido do PTdoB, Ministro Napoleão Nunes Maia, que acolheu o requerimento da sigla. O partido obteve registro na Corte Eleitoral em 11 de outubro de 1994.

Além desses, ainda tramita no TSE um 3º pedido de mudança de nome de partido. O Partido Social Democrata Cristão (PSDC) entrou, dia 9 de agosto, com requerimento na Corte para alterar a designação da legenda para Democracia Cristã.

O pedido do PSDC também deve ser analisado em sessão administrativa pelo Plenário do TSE. Nas última eleições, o antigo PTdoB, agora Avante, elegeu 4 vereadores na região, Dr. Luiz Fernando, em Macaé; Rone, em Araruama; e Wagner Mello, em Carapebus; além de Cecília Gomes, em Campos dos Goytacazes, que foi cassada por envolvimento na Operação Chequinho, que levou à prisão de diversos agentes e ex-agentes públicos, além do ex-governador do Rio, Anthony Garotinho (PR).

Foto: Igor Faria


 

Mais lidas do mês