Mídias Sociais

Política

STF pode julgar nesta semana o pedido de liberdade de Lula

Avatar

Publicado

em

 

O pedido foi feito pela defesa, que quer que ele aguarde em liberdade o julgamento de recursos contra sua condenação na Operação Lava Jato.

Da redação 

O caso Lula segue dando o que falar. O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou que pode julgar ainda esta semana o pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O pedido foi feito pela defesa, que quer que ele aguarde em liberdade o julgamento de recursos contra sua condenação na Operação Lava Jato.

Ainda não há nada de oficial, mas acredita-se que o julgamento possa ser realizado na próxima quinta-feira (9), antes de o PT registrar a candidatura de Lula na Justiça Eleitoral para concorrer à Presidência da República. Internamente, pessoas ligadas ao partido acreditam que o registro deve acontecer no dia 15 de agosto, que é a data limite imposta pela legislação eleitoral.

Outro fato importante e que reforça que o julgamento está próximo é que, na semana passada, o relator do caso, o ministro Edson Fachin, pediu agilidade para definir a situação jurídica de Lula antes das eleições. Diante disso, a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia e responsável pela pauta do plenário, indicou que pode pautar a questão nesta semana.

A defesa de Lula deseja que o julgamento seja realizado pela Segunda Turma e não no Plenário. Se o caso for julgado no plenário, existe a possibilidade da defesa desistir do recurso, o que adiaria o julgamento. Diante deste cenário, existe uma boa chance do tribunal aceitar o recuo, caso se confirme a desistência.

Lula está preso desde o último dia 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba. Ele foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP). Sua pena foi executada pelo juiz federal Sergio Moro após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça, conforme definiu o STF.

 

Mais lidas da semana