Mídias Sociais

Política

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Macaé tem manhã tranquila no Plenário

Avatar

Publicado

em

 

Uma sessão curta e com um número de proposições muito abaixo do que dos períodos não eleitorais, parlamentares cumpriram com suas obrigações na Câmara Municipal de Macaé, nesta terça-feira, (30).

A pauta do dia ficou exclusivamente voltada para o grande expediente, no qual vereadores puderam falar de suas propostas e opiniões sobre o atual momento político no município. Presidida pelo 1º presidente, Eduardo Cardoso (PPS), a Sessão contou com demais vereadores, que com número suficiente, foi dado início aos trabalhos.

Integrantes da Guarda Municipal de Macaé compareceram à Sessão Ordinária com o intuito de acompanhar a votação do veto do governo municipal ao projeto de Lei Complementar 005/2016, enviado ao Executivo, no que diz respeito à equiparação da categoria aos demais guardas e consequentemente, de regularizar o cargo de acordo com a Lei Federal dos Guardas Municipais, mas a votação acabou não acontecendo.

Os guardas municipais têm interesse que o veto seja derrubado, mas a presidência informou aos demais que a Câmara tentará fazer com que o prefeito retire o veto. Caso não seja retirado, a votação acontecerá, provavelmente, na semana que vem e com isso a Lei será sancionada, levando à categoria de Guarda Civil Municipal.

Dentre os vereadores a ter o uso da palavra, Marcel Silvano (PT) questionou sobre os problemas em que passa o bairro Praia Campista, como por exemplo o Parque da Cidade que precisa ser reformado e também do controle desordenado do solo, sendo o bairro, um “escoamento” do tráfego pesado da cidade.

Já o vereador Maxwell Vaz (SOLIDARIEDADE), falou da situação, muitas vezes constrangedora, de portadores do vírus da AIDS ter que frequentar ambientes públicos como ambulatórios, sem ficarem reservados. Questão essa que trata do próprio preconceito que infelizmente alguns ainda passam. “Precisamos rever essa questão e dar ao portador do vírus uma situação mais confortável no que diz à sua privacidade. Outro assunto tratado pelo parlamentar foi do combate ao uso de drogas.

Antes do encerramento da sessão, que durou pouco mais de uma hora, foi lida a ordem do dia onde diversos projetos foram aprovados pelos parlamentares.

 

Esio Bellido

Foto: Igor Faria

 

 

 

 

 

 

 

Mais lidas da semana