Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Rio das Ostras detalha estratégias de monitoramento dos casos de coronavírus no município

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Rio das Ostras divulgou nesta quarta-feira, 27, novas estratégias para ampliar o monitoramento dos casos suspeitos e confirmados do novo coronavírus na cidade, que já somam 1.493 casos, sendo 1.219 suspeitos e 274 confirmados segundo atualização do boletim diário divulgado pelo município nesta quarta-feira.

De acordo com a prefeitura, este monitoramento prevê duas estratégias, sendo uma voltada para os casos leves e outra denominada “vigilância ativa” para as ocorrências moderadas e graves, que foram definidas por meio das Coordenadorias da Vigilância Epidemiológica e da Atenção Básica de Saúde do município.

“Para conhecimento, os casos leves são aqueles casos suspeitos que evoluem para a cura sem o agravamento das condições clinicas, portanto, sem necessidade de internação hospitalar. Ou seja, a pessoa procura os serviços de Saúde com suspeita de Covid-19 (sigla para a expressão, em inglês, Coronavirus Disease 2019), sendo realizado o preenchimento da ficha de notificação e orientada a permanência em isolamento domiciliar sem agravamento dos sintomas”, explica a prefeitura.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Rio das Ostras, Andréa Viana, conta que o município disponibiliza o número 0800 0238100 para que a população possa solicitar informações e tirar dúvidas, com profissionais capacitados.

“Vale destacar que 80% dos casos notificados são leves e estamos priorizando os casos mais graves. Mas também é fundamental e de suma importância que a população participe desse monitoramento, entrando em contato para tirar as dúvidas. É preciso que haja uma vigilância ativa dos 2 lados”, completou Andréa.

No site da prefeitura, a coordenadora ressaltou que, atualmente, os profissionais da Saúde de Rio das Ostras têm trabalhado para uma maior participação comunitária nas ações de vigilância voltadas ao monitoramento das doenças na cidade.

De acordo com a Secretaria de Saúde, os casos de suspeita ou confirmação de coronavírus que passaram por internação hospitalar ou que evoluíram para óbito são considerados graves ou moderados.

Para quem ainda está em dúvidas sobre o que são, a “síndrome gripal” e a “síndrome gripal aguda grave”, e também os “casos fatais com suspeita do novo coronavírus”, termos que aparecem nos boletins divulgados pelas prefeituras para monitoramento do avanço da pandemia.

Os casos de síndrome gripal, considerados leves, são casos suspeitos de coronavírus que apresentam sintomas gripais leves, e as pessoas que apresentarem esses quadros, devem entrar em contato com o 0800 0238100 para tirar dúvidas quanto ao isolamento domiciliar para avaliação da progressão dos sintomas.

Já os casos de síndrome gripal aguda greve, são os casos suspeitos de coronavírus que passaram por internação hospitalar, e que precisam de monitoramento ativo não apenas dessas pessoas, mas também de seus contatos e familiares.

Nesses casos, o monitoramento é feito pelas equipes da Vigilância Epidemiológica ou da Atenção Básica, por teleatendimento ou visitas domiciliares. O mesmo procedimento é feito para os casos fatais com suspeita do novo coronavírus.

De acordo com as últimas atualizações do boletim da Prefeitura de Rio das Ostras sobre os casos de coronavírus no município, a cidade já tem 1.219 casos suspeitos, 383 casos descartados, 274 casos confirmados, 196 casos curados, e 22 casos fatais.

Mais lidas da semana