Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé detalha diversas ações para melhorar atendimento a pequenos produtores da agricultura familiar

Avatar

Publicado

em

 

A Secretaria de Agroeconomia de Macaé segue ampliando sua atuação em pequenas propriedades rurais e assentamentos visando melhorar o desenvolvimento e a valorização da agricultura familiar do município.

De acordo com a prefeitura, o trabalho inclui a aplicação de calcário, orientação técnica e apoio logístico com maquinário agrícola antes e após a colheita, assim como a aquisição de mais equipamentos atender aos pequenos agricultores.
“Atualmente, a secretaria conta com 7 máquinas, entre tratores e retroescavadeiras, que fazem o serviço de limpeza, abertura de vala, tanques e bebedouros e preparo do solo para plantio”, falou com secretário de Agroeconomia e vereador licenciado, George Jardim (MDB).

Segundo informação da pasta, entre janeiro e agosto deste ano, os trabalhos de limpeza com retroescavadeira já superaram toda metragem realizado em 2018, saltando de 23.114 no ano passado para 32.772 nos primeiros 8 meses de 2019.

Os dados apontam também um crescimento no serviço de abertura de vala, que já ultrapassou todo ano passado, indo de 1.572 metros em 2018 para 1.990 metros neste ano, o mesmo acontecendo em outros serviços.

Entre eles, estão a abertura de tanques e bebedouros, que dobrou de 511 metros em 2018 para 1.187 metros até agosto deste ano, assim como os trabalhos realizados com trator, que passou de 633 hectares no ano passado para 698 em 2019.
Os serviços com maquinários são realizados em pequenas propriedades e em assentamentos, como Prefeito Celso Daniel (foto), Maria Amália 1 e 2, Fazenda Bendizia, na Bicuda Pequena, e Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Osvaldo de Oliveira, localizado no distrito de Córrego do Ouro, todos na região serrana do município.

“Os produtores também recebem auxílio técnico por meio de visita de engenheiros agrícolas e técnicos agrícolas que analisam o solo. Quando há indicação de calcário para a correção do pH do solo, a secretaria faz a doação e a colocação do produto, que é aplicado antes do plantio de algumas espécies como feijão, banana, aipim e milho”, detalhou a Agroeconomia.

Só neste ano, 3.984 hectares de terra receberam aplicação de calcário, e até julho deste ano, 41.700 mudas de hortaliças foram doadas aos pequenos agricultores, o que representam um aumento de 1.314,5% em relação a todo o ano de 2018, quando foram doadas 2.948 mudas.

Além das mudas de hortaliças, a Secretaria de Agroeconomia lembrou que realiza também um projeto de repovoamento florestal, visando à melhoria da qualidade do ar e a preservação do ambiente, em que são distribuídas mudas de árvores frutíferas, ornamentais e nativas, como oiti, ipê, jambo, jaca, abacate, entre outras.

“O projeto é voltado para toda população e cada pessoa pode adquirir até 10 mudas. A solicitação deve ser feita na sede da secretaria no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha. As mudas são preparadas no Horto Municipal, localizado no Imburo, que conta com uma área total de 18,9 hectares. Além de mudas nativas para reflorestamento, são produzidas mudas de árvores frutíferas, plantas ornamentais, plantas medicinais e hortaliças”, explicou a pasta.

Mais lidas da semana