Mídias Sociais


Política

Prefeitura de Macaé apresenta projeto do CARP em congresso internacional de saúde no Espírito Santo

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé apresentou, durante o 15º Congresso Internacional da Rede Unida, na cidade de Vitória, no Espírito Santo, o projeto de implantação do seu Centro de Acolhimento e Reabilitação Pós-Covid (CARP), pioneiro na região para tratamento das sequelas de pacientes contaminados pelo coronavírus.

Na apresentação durante o evento, realizado na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), neste mês de junho, a equipe da prefeitura ressaltou que, desde sua inauguração, em novembro de 2021, fruto de reivindicações da Câmara Municipal, o CARP já realizou cerca de 530 atendimentos na unidade.

A apresentação foi feita pelo coordenador do CARP, Nichollas Martins, e pela assistente social Fabiana Paschoal, que mostraram também o trabalho de “Promoção da Saúde e Atuação do Serviço Social no CARP”.

“Foi uma oportunidade de trocas de reflexões acerca da pandemia de Covid-19 (sigla, em inglês, para Coronavirus Disease 2019) de conhecimento das estratégias adotadas por outros municípios do país”, contou Fabiana Paschoal.

O município lembra que o CARP conta com 12 profissionais, entre assistente social, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo e nutricionista, oferecendo atendimento para as especialidades de consultas com cardiologistas, pneumologistas, angiologistas, neurologistas, entre outras, além da marcação de exames.

De acordo com a prefeitura, o CARP atende a cidadãos identificados com o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) de Macaé, bastando que os pacientes com sintoma de coronavírus busquem atendimento na unidade.

O CARP fica na Rua Governador Roberto Silveira, 108, em anexo ao Centro de Especialidades Médicas Dona Alba, no centro da cidade, oferecendo atendimento às segundas e quartas-feiras, das 8h às 17h, com ou sem encaminhamento médico.

Além disso, o governo municipal reforçou que, atualmente, o CARP desenvolve 5 projetos de pesquisa em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), através do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade da UFRJ (NUPEM/UFRJ), com a Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras.

Entre as linhas das pesquisas desenvolvidas no CARP estão, nutrição pós-covid; variantes circulantes em Macaé e marcadores genéticos imunológicos, neurológicos e renais; dados da rede municipal de saúde e lazerterapia para tratamento do sistema respiratório, olfato e paladar.

“A Associação Rede Unida é uma entidade internacional, sediada no Brasil, que se estrutura por coordenações que mantêm relações de cooperação e fóruns temáticos. A associação mantém a Editora Rede Unida e a TV Rede Unida, que contribuem com publicação e difusão de materiais formativos, científicos, debates e seminários sobre variados temas relacionados à saúde e à vida”, concluiu a prefeitura.

Mais lidas da semana