Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Carapebus segue promovendo mutirões de saúde para atender localidades afastadas do Centro

Publicado

em

 

A Secretaria de Saúde de Carapebus continua realizando os mutirões de saúde em localidades mais afastadas do centro da cidade, principalmente voltados para o atendimento de idosos, que têm mais dificuldade de ir até as unidades de saúde mais próximas dessas localidades.

Nesta semana, o mutirão, que leva serviços de atendimento médico, enfermagem e odontologia, aferição de pressão, exames e vacinação, entre outros, aconteceu na última terça-feira, 14, nas localidades de Itaquira e São Domingos.

Segundo o médico de família, Dr. Jorge Mansu (na foto), os mutirões de saúde da prefeitura têm apresentado resultados satisfatórios, além de serem de grande importância para a população dessas localidades.

“É de grande valia para eles porque eles não têm isso aqui próximo. Então, se a gente não vier aqui prestar esse tipo de serviço, não só serviço médico, como a odontologia também faz o papel dela; se não tiver tudo isso vindo aqui, fica mais difícil para eles”, avaliou o médico.

Para a próxima semana, os mutirões de saúde estão previstos para acontecer na próxima terça-feira, 21, e serão voltados para a região do Assentamento Maria Amália e da unidade de Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Capelinha, das 14h às 16h30.

Fechando as ações deste mês de setembro, a Secretaria de Saúde de Carapebus prevê ainda a realização de um novo mutirão de saúde com atendimento voltado para os moradores de São Domingos, no próximo dia 29, das 14h às 16h30.

Para o Dr. Jorge Mansu, além de oferecer atendimento médico de qualidade aos moradores dessas localidades, os mutirões também têm um papel importante na prevenção de doenças na população, principalmente nos idosos.

“A gente tem conseguido obter um resultado bom. Porque, nesses mutirões, a gente, além de fornecer receitas de uso contínuo, solicita os exames necessários para o acompanhamento, as taxas de bioquímicos no sangue, ecocardiograma. Muitas vezes, [faz] solicitações de fisioterapia, para a manutenção do tônus muscular; membros superiores e inferiores. E é isso aí. Assistência preventiva e contínua, porque, se parar de usar os medicamentos de uso contínuo, complica também a situação deles. Então, esse é o nosso papel”, concluiu o médico em vídeo divulgado na página da prefeitura no Facebook.

Mais lidas da semana