Mídias Sociais

Destaque

Prefeitura de Cabo Frio tem 46 milhões bloqueados pela Justiça

Avatar

Publicado

em

 

O inferno astral do prefeito de Cabo Frio, Alair Correa (PP) parece não ter fim. Se já não bastassem todos os problemas que a cidade tem enfrentado por conta de sua má administração, agora os cofres públicos estão com mais 46 milhões de reais bloqueados pela Justiça.

Horas após a Prefeitura de Cabo Frio ter conseguido reverter o bloqueio judicial de suas contas obtido pelo SEPE Lagos, na sexta (8), a Justiça determinou novo arresto (bloqueio), desta vez de R$ 46,4 milhões, a pedido do Sindicato dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf).

Na sentença, a juíza Sheila Draxler Pereira de Souza determinou a expedição de mandado de arresto, devendo o oficial de justiça dirigir-se à agência do Banco do Brasil para certificar-se de que o pagamento dos servidores não foi realizado. Caso seja confirmada a dívida da Prefeitura com os funcionários, R$ 46.416.715,43 (quarenta e seis milhões quatrocentos e dezesseis mil setecentos e quinze reais e quarenta e três centavos) deverão ser bloqueados da conta específica para folha de pagamento.

De acordo com o diretor do Sindicaf, Olney Vianna, pelo menos 8 mil servidores não receberam ainda o salário referente a maio. Assim como aconteceu na ação movida pelo Sepe, caso não haja saldo suficiente na conta da prefeitura para quitar os salários, a decisão incide sobre outras contas do município, até alcançar o valor estipulado na sentença.

O secretário de Fazenda, Axilles Corrêa, irmão de Alair, e a presidente do Ibascaf, Reuza Maria Soares, também foram intimados a encaminhar ao Banco do Brasil todas as informações referentes aos créditos bancários para pagamentos relativos à folha de pagamento de maio e junho dos servidores públicos municipais. A Prefeitura de Cabo Frio informou que ainda não foi notificada da decisão.

 

Mateus Marinho

Mais lidas da semana