Mídias Sociais

Destaque

Prefeita de Quissamã anuncia medidas para fortalecer o comércio e aquecer a economia local

Avatar

Publicado

em

 

Fátima Pacheco defendeu fortalecimento do comércio com fluxo de renda interno, mas com cautela.

 

A prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco (PTC), anunciou, nesta semana, medidas para fortalecer o comércio e aquecer a economia local. A chefe do Executivo de Quissamã defendeu o fortalecimento do comércio com fluxo de renda interno, mas com cautela.  O município enfrenta, atualmente, uma das maiores quedas de receitas dos últimos anos.

Para driblar a crise, segundo a prefeita, foram criadas estratégias, que visam fortalecer, principalmente o comércio, que é o segundo maior setor de Quissamã que gera empregos.

O município, hoje com 20 mil habitantes, também sofreu os intactos devido à queda nos repasses dos royalties do petróleo.

Com foco em dinamizar o comércio, a Prefeitura de Quissamã estuda, com o setor de medidas, desmitificar, junto à população, de que os preços na cidade são mais caros. Segundo a prefeita Fátima Pacheco, outra iniciativa é valorizar os eventos realizados no município, seja pelo comércio ou poder público, e o pagamento à cadeia de fornecedores da prefeitura.

O anúncio foi feito durante reunião entre Fátima Pacheco e o presidente da Associação Empresarial, Anderson Barcelos, com a participação de integrantes da entidade, juntamente com secretários de Fazenda, Simone Moreira; de Assistência Social, Tânia Magalhães; e o secretário de Governo, Márcio Pessanha. No encontro, Fátima apresentou planilhas com informações da arrecadação, orçamento e despesas previstas para todo o exercício fiscal.

Para o próximo ano, com a expectativa de aumento de arrecadação, o município deverá atuar como grande indutor da recuperação econômica, mas o momento, segundo a prefeita, ainda é de cautela. “Precisamos saber em qual cidade estamos vivendo e sua realidade financeira. Não existe milagre. E, por isso, precisamos nos ater ao que é possível fazer para ajudar o comércio a crescer, já que sabemos que é o segundo maior empregador no município. Tivemos uma reunião na Agência Nacional de Petróleo – ANP e a expectativa é que a arrecadação de 2018 não seja muito maior do que a desse ano. Mas já vivemos o fundo do poço e, agora, é começar a subir”, esclareceu.

A prefeitura também falou sobre a questão do vale-alimentação dos servidores e destacou que existe a intenção, futuramente, de flexibilizar o uso, liberando para compras em farmácias e demais comércios do município.

 

Durante o encontro,  a secretária de Fazenda apresentou um panorama rápido do orçamento municipal, com planilhas de valores repassados ao município entre os anos de 2005 e 2017 e as projeções para 2018.

“Vamos dar início a uma campanha de esclarecimento educativo sobre a necessidade de regularização dos alvarás e avançar na regulamentação para que as compras sejam realizadas pela Lei Geral da Micro e Pequena Empresa de Quissamã, prestigiando o pequeno produtor e o comércio local nas compras do Governo”, informou.

A secretária falou, ainda, sobre a necessidade da prefeita manter conexão com Brasília, porque somente com as verbas federais obtidas é que tem sido possível complementar a receita do município e manter tudo funcionando. Para este ano, a prefeitura conseguiu investimentos por meio de emendas parlamentares.

Turismo local

Outro ponto abordado foi sobre o desenvolvimento turístico do município, que poderá trazer desenvolvimento e movimentar o comércio. Hoje são três produtos disponibilizados: o Circuito Étnico, o Ecológico e o Histórico. “Hoje trabalhamos com o turismo pedagógico e temos cerca de 400 visitantes por mês. Nosso objetivo é trazer o turista que pernoite, que se hospede em Quissamã, trazendo maior volume de dinheiro, que será gasto na hospedagem, na alimentação e no comércio em geral”, explicou o coordenador de Turismo, Luiz Carlos  Fonseca, que também participou da reunião.

Com informações do Portal Viu

Crédito:  Portal Viu

Mais lidas da semana