Mídias Sociais

Política

Parceria entre a prefeitura e a UFRJ visa criação de ações para desenvolvimento sustentável de Macaé

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) se reuniram nesta terça-feira, 28, com objetivo de discutir a promoção de ações em prol de um desenvolvimento sustentável no município.

Nesta terça, representantes da Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade, e da Secretaria Adjunta de Ciência e Tecnologia, vinculada à Secretaria de Educação, se reuniram com professores do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade e do Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Sócio-Ambiental de Macaé (NUPEM), da UFRJ.

O encontro aconteceu na sede do Programa Startup Macaé, que funciona em prédio localizado na Praia dos Cavaleiros, e proporcionou o surgimento da ideia do evento batizado “Desafio Macaé + Sustentável”.

De acordo com a prefeitura, a expectativa é de que o evento seja realizado em março, no Parque Atalaia, e reúna startups, estudantes, empresas juniores e empreendedores para desenvolverem soluções inovadoras, com o apoio de professores e mentores do mercado.

“A proposta é que os participantes desenvolvam ideias para 3 grandes desafios, mudanças climáticas, gestão de recursos hídricos, e gestão de resíduos, concentrando em ações factíveis para aplicação em Macaé. Diversas organizações serão convidadas para participar deste evento, pois para um desafio tão importante é fundamental que haja engajamento de todas as partes interessadas”, avaliou o secretário adjunto de Ciência e Tecnologia, Carlos Eduardo Lopes da Silva.

De acordo com o gestor da pasta adjunta, o município precisa avançar na criação de soluções para problemas complexos na cidade, reunindo prefeitura, universidades, empresas e a própria sociedade civil organizada.

“Para problemas complexos, precisamos criar soluções sistêmicas e isso só será alcançado a partir de um modelo colaborativo. Prefeitura, universidades, empresas e a sociedade civil organizada demonstram claramente o interesse em participar de forma mais ativa na construção destas soluções. Então, a expectativa para este evento é a melhor possível e certamente será um ambiente fértil para surgimento de inovações com impacto positivo para o meio ambiente”, observou Carlos Eduardo.

Segundo a prefeitura, o desafio da sustentabilidade é uma agenda global, sendo um dos temas atuais de maior preocupação, questão que vem sendo amplamente abordada pela Organização das Nações Unidades (ONU), em uma agenda que contempla 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas para serem alcançadas até 2030.

“Os impactos da ação do homem ao ambiente podem ser percebidos com frequência no cotidiano: chuvas concentradas, inundações, temperaturas elevadas, queimadas, contaminação e escassez dos recursos hídricos, incapacidade de gestão de resíduos urbanos e o problema do plástico nos oceanos, entre outras ações. O alcance destes objetivos depende, obviamente, do engajamento não só dos governos, mas, principalmente, da sociedade”, alerta o município.

Mais lidas da semana