Mídias Sociais

Destaque

Novo prefeito de Carapebus cancela festa de Réveillon 2022 e verão que custaria R$ 10 milhões aos cofres públicos

Publicado

em

 

O prefeito de Carapebus, Bernard Tavares (Republicanos), anunciou durante live transmitida em uma de suas redes sociais, na última semana, que decidiu cancelar a celebração oficial do Réveillon 2022 e os eventos de verão que custariam R$ 10 milhões aos cofres públicos municipais. A medida foi tomada para evitar um rombo ainda maior nas contas do governo. Eleito no dia 7 de novembro e empossado no dia 14 de dezembro, Bernard Tavares teve que tomar medidas enérgicas na sua primeira semana de gestão.

O novo chefe do Executivo de Carapebus, encontrou a prefeitura sem recursos próprios e se nega a pagar a folha de funcionários com recursos provenientes Royalties, o que é proibido pela lei Federal 12.858/13, que obriga os Estados, o Distrito Federal e os municípios a destinarem royalties do petróleo para educação e saúde, está de acordo com a Constituição. “Não vou desobedecer as leis. Royalties são para a infraestrutura, obras, saúde e educação. Não vou pagar folha com Royalties. Vamos começar um tempo de responsabilidade e obediência às leis por aqui.”

Além disso, Bernard Tavares, mostrou, durante a transmissão ao vivo, um processo licitatório que iria acontecer no último dia 21 de dezembro, mas que ele suspendeu. A licitação estava estimada em R$ 9.903.759,51. “Não vamos gastar quase R$ 10 milhões com festas. Esse dinheiro será investido em melhorias para o município. Faremos uma gestão responsável.” garantiu o novo prefeito.

.

Mais lidas da semana