Mídias Sociais

Destaque

Moradores de Tamoios, em Cabo Frio, compartilham com Dr. Adriano sonho de mudança

Avatar

Publicado

em

 

Apesar do frio, dezenas de pessoas compareceram nesta quinta-feira, 21, a uma reunião, realizada pela administração do loteamento Bounganville III, junto ao vereador e pré-candidato, Dr. Adriano, em Tamoios, distrito de Cabo Frio.

O bate papo girou em torno de assuntos relevantes para Cabo Frio e foi possível observar claramente a vontade que os moradores daquele localidade mantem de mudar o atual cenário político da cidade. Por diversas vezes, foi ressaltado o medo que a população de Tamoios tem de continuar sendo tratada como se não fosse Cabo Frio.

“Na campanha passada, Alair fez um vídeo mirabolante do que ia fazer por Tamoios. Mas, se perguntamos o que a população quer de verdade e o que é possível fazer, vão querer escolas, saúde de qualidade, saneamento básico, dentre outras coisas realmente necessárias”, avaliou Dr. Adriano.

Outra preocupação da comunidade é com relação ao futuro do município, já que o atual gestor insiste em dizer que a cidade está completamente falida, o que não passa de uma situação causada por uma má administração.

“O prefeito de modo irresponsável foi a mídia falar que a cidade está falida. Isso afasta o turista, os investimentos, preocupa os moradores. A nossa cidade não está falida. O que nós precisamos é de um governo técnico. Não podemos mais viver do achismo. Não posso colocar alguém para trabalhar em uma secretaria só porque é meu amigo ou porque caminhou comigo na política. Foram colocadas pessoas sem competências para governar. Cada uma faz o que quer e que se dane o resto. Temos que mudar este cenário”, explicou Adriano, que ressaltou o problema das portarias, e a necessidade urgente de uma reciclagem na folha de funcionários.

O município atualmente tem uma dívida de mais de 250 milhões, entre salários atrasados, empréstimos, alugueis, obras, e outros itens. Com isso, a cidade não pode pegar recursos estaduais ou federais, como Búzios fez para concluir a Casa do Artesão, por exemplo. Mas, por outro lado, pode economizar consideravelmente dando fim aos cargos por acordo, assim como obras e compras com o mesmo intuito. Além disso, pode ampliar a legalização de áreas, motivar a vinda de empresas e aumentar a arrecadação.

 

 

Mais lidas da semana