Mídias Sociais

Política

Marquinho Mendes diz que é candidato para continuar processo de reconstrução de Cabo Frio

Publicado

em

 

A convenção partidária do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) realizada na noite da última segunda-feira, 14, confirmou o que os cabo-frienses já sabiam desde a última sexta-feira, 11, a chapa que disputará a eleição suplementar de Cabo Frio pelo MDB é composta pelo ex-prefeito, Marquinho Mendes, com sua vice Rute Shuindt.

Com a associação atlética cabo-friense lotada, o partido anunciou que terá o apoio de 13 partidos nesta nova eleição. Essa força, inclusive, foi demostrada através do depoimento de políticos presentes como o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, e o deputado estadual André Corrêa (DEM). O prefeito interino de Cabo Frio, Aquiles Barreto, também fez questão de se pronunciar em apoio a Marquinho Mendes.

“Quando tiraram Marquinho Mendes da Prefeitura esqueceram que Aquiles é Marquinho. O que vamos fazer agora é que quando Marquinho estiver no Jardim Esperança, Aquiles estará no Centro, quando Marquinho estiver no Centro, Aquiles estará em Tamoios. O que temos agora são dois prefeitos, de um mesmo grupo”, enfatizou.

A esposa de Marquinho Mendes, Kamila Mendes, aproveitou a oportunidade para destacar que esse é o momento para corrigir um erro da justiça.

“Hoje temos a oportunidade de corrigir um erro. A justiça errou muito quando afastou Marquinho da Prefeitura. Mas só que quem escolhe o prefeito de Cabo Frio são vocês e nós vamos vencer de novo. Não tenho nenhuma dúvida disso”.

Marquinho Mendes, além de falar do que já fez por Cabo Frio neste um ano e quatro meses de Governo fez questão de destacar que sua reeleição é fundamental para manter a reconstrução da cidade.

“Estou muito feliz com a presença de tantos amigos em nossa convenção. Somos um grupo vitorioso, que já mostrou nas urnas e nas ruas o resultado de um trabalho feito com união e comprometimento com Cabo Frio. Tenho certeza que vamos continuar o nosso projeto de reconstrução. Cabo Frio não pode parar”, frisou.

 

 

Partidos devem tentar impedir candidatura de Marquinho Mendes – Logo que saiu a decisão do TSE de caçar o mandato de Marquinho Mendes, a informação divulgada era de que o ex-prefeito não poderia concorrer a eleição suplementar por ser o causador da mesma. Porém, na última sexta-feira, 11, o grupo político de Marquinho Mendes teria informado que o TRE liberou a candidatura de Marquinho, o que foi confirmado na convenção realizada pelo partido. Porém, a decisão vem sendo questionado pela oposição.

O casal de advogados Dr. Claudio Mansur e Cris Mansur divulgaram nesta semana um vídeo informando que não acreditam na possibilidade de haver uma liminar que permita que Marquinho Mendes venha candidato. Os mesmos cobraram documentos que comprovem o fato.

A Rede e o PDT também já informaram que assim que Marquinho Mendes tentar registrar a candidatura dele para a eleição suplementar, os dois partidos vão entrar na Justiça para impedir que o ex-prefeito participe da disputa.

Mais lidas da semana